Topo

Lista pró-Waldir não atinge número necessário e Eduardo segue líder do PSL

Deputados do PSL ligados a Luciano Bivar querem saída de filho do presidente do partido. -  Agência Brasil
Deputados do PSL ligados a Luciano Bivar querem saída de filho do presidente do partido. Imagem: Agência Brasil

Em Brasília

22/10/2019 18h16

Uma lista de assinaturas elaborada para tentar recolocar o deputado Delegado Waldir (GO) na liderança do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, na Câmara dos Deputados, não atingiu o número necessário, o que mantém o filho do presidente Eduardo Bolsonaro (SP) na liderança da legenda na Casa, segundo documento da Secretaria-Geral (SGM) da Câmara.

De acordo com a SGM, a lista pró-Waldir obteve 26 assinaturas confirmadas, enquanto uma foi considerada repetida e outras duas foram retiradas. Na véspera, uma lista com 28 assinaturas confirmadas pelo órgão, ante as 29 apresentadas, destituiu Waldir do posto e colocou Eduardo na liderança.

A guerra de listas marca uma disputa interna dentro do PSL entre aliados de Bolsonaro e do presidente da legenda, deputado Luciano Bivar.

Como o PSL tem uma bancada de 53 deputados, são necessárias as assinaturas de 27 parlamentares da legenda para trocar o líder da sigla na Casa. A cúpula do partido, comandada por Bivar, se reuniu em Brasília nesta terça-feira (22) e estuda a suspensão de 19 deputados, entre eles Eduardo Bolsonaro.

***

Ouça o podcast Baixo Clero com análises políticas de blogueiros do UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Notícias