PUBLICIDADE
Topo

Argentina permitirá que Evo Morales faça declarações políticas

Ex-presidente da Bolívia Evo Morales - Edgard Garrido/Reuters
Ex-presidente da Bolívia Evo Morales Imagem: Edgard Garrido/Reuters

15/12/2019 13h00

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina permitirá que o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que chegou na quinta-feira e recebeu status de refugiado, faça declarações políticas durante sua estada no país, afirmou uma autoridade do novo governo em entrevista publicada neste domingo.

A declaração do chefe de gabinete Santiago Cafiero contradiz o ministro das Relações Exteriores Felipe Sola, que disse na quinta-feira que ele tinha pedido a Morales que se abstivesse de fazer declarações políticas.

O presidente argentino Alberto Fernández, que assumiu o cargo na quinta-feira, disse antes de ser eleito que o esquerdista Morales seria bem-vindo no país. Morales deixou a Bolívia depois de eleições controversas em outubro que geraram uma crise política no país andino.

"O refugiado tem os mesmos direitos que um cidadão argentino, como a liberdade de se expressar, de declarar, de pensar e decidir o que quiser. Nós não vamos restringir suas liberdades", afirmou Cafiero ao jornal La Nación.

Mais tarde, Morales escreveu no Twitter que estava ajudando a planejar a estratégia de campanha do seu partido para as próximas eleições.

(Por Maximilian Heath)

Notícias