PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Trump lamenta prisão de ex-assessor Steve Bannon: 'Triste acontecimento'

Bannon foi acusado de fraudar apoiadores de Trump com campanha para ajudar a construir muro na fronteira com o México - JOSHUA ROBERTS/Reuters
Bannon foi acusado de fraudar apoiadores de Trump com campanha para ajudar a construir muro na fronteira com o México Imagem: JOSHUA ROBERTS/Reuters

Jeff Mason e Tim Ahmann

Da Reuters, em Washington (EUA)

20/08/2020 14h18

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira que se sente "muito mal" com a prisão de seu ex-assessor Steve Bannon, mas afirmou que não sabe nada sobre a organização de arrecadação de recursos envolvida no caso investigado por procuradores federais.

"Realmente acho que é um triste acontecimento", disse Trump a repórteres no Salão Oval da Casa Branca. "Não trato com ele há anos, literalmente anos".

Bannon, um arquiteto do populismo nacionalista que definiu a presidência de Trump, foi acusado de fraudar apoiadores de Trump com uma campanha para ajudar a construir um muro na fronteira com o México.

"Eu me sinto muito mal. Não trato com ele há muito tempo", disse Trump.

Bannon é uma das quatro pessoas presas hoje e acusadas de conspirarem para cometer fraude eletrônica e conspirarem para praticar lavagem de dinheiro, em um indiciamento a cargo de procuradores federais de Manhattan.

Os procuradores acusaram os acusados de fraudar centenas de milhares de doadores por meio de uma campanha de financiamento coletivo de US$ 25 milhões chamada "We Build the Wall", disse o Departamento de Justiça. Cada um deles pode pegar até 40 anos de prisão.

"Não sei nada sobre o projeto, só sei que não gostei quando li a respeito dele, não gostei. Eu disse 'isto é para o governo, não é para particulares', e me pareceu pura exibição", disse Trump.

O presidente também disse a repórteres que não conhece os três que foram acusados com Bannon, e que não acredita ter se encontrado com eles nunca.

Internacional