PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
4 meses

Congresso dos EUA trabalha para finalizar pacote de auxílio ante nova ameaça de shutdown

Coronavírus: Público usa máscaras em feira de produtos orgânicos em Washington DC (EUA), em julho de 2020 - Daniel Slim/AFP
Coronavírus: Público usa máscaras em feira de produtos orgânicos em Washington DC (EUA), em julho de 2020 Imagem: Daniel Slim/AFP

19/12/2020 14h30

Parlamentares democratas e republicanos trabalhavam em Washington durante o fim de semana para concluir um projeto de 900 bilhões de dólares em ajuda para indivíduos e empresas dos Estados Unidos que sofrem com as consequências econômicas da pandemia de coronavírus.

Seria o maior pacote de ajuda desde meados do ano, quando o Congresso aprovou mais de 4 trilhões de dólares em ajuda. A pandemia de Covid-19 matou 311 mil norte-americanos, de longe a maior taxa do mundo, e deixou milhões de desempregados. Os economistas dizem que o crescimento provavelmente permanecerá lento até que as vacinas estejam amplamente disponíveis em meados de 2021.

O Senado se reúne neste sábado. O deputado Steny Hoyer, o segundo democrata mais graduado na Câmara, disse na sexta-feira que qualquer votação sobre um pacote não ocorreria antes da tarde de domingo.

Republicanos e democratas afirmam que estão perto de um acordo, mas diferenças significativas permanecem.

Os republicanos estão pressionando para conter os programas de empréstimos do Federal Reserve para empresas de médio porte e emissores de títulos municipais que visam aliviar a crise da pandemia, dizendo que esses programas deveriam ser temporários. Mas os democratas dizem que a medida é uma tentativa de limitar o presidente eleito Joe Biden, que assumirá o cargo em 20 de janeiro.

As partes também discordam sobre quanto dar aos locais de apresentações artísticas fechados pelas restrições da Covid-19 e quanto da ajuda de emergência deve ir para os governos locais para suprimentos como equipamentos de proteção individual para escolas.

Mas muitas questões foram resolvidas. Espera-se que a legislação inclua cheques únicos de 600 dólares para a maioria dos norte-americanos, aumento dos benefícios de desemprego de 300 dólares por semana, ajuda para os Estados que distribuem vacinas contra o coronavírus e mais assistência para pequenas empresas.

Os líderes do Congresso esperam anexar o pacote a um projeto de lei de 1,4 trilhão de dólares que financiará as atividades do governo dos EUA até setembro de 2021. O financiamento do governo expiraria na sexta-feira, mas os legisladores aprovaram um projeto provisório de dois dias para ganhar mais tempo, sancionado pelo presidente Donald Trump na sexta-feira.

O Congresso tem agora um prazo final de meia-noite do domingo para aprovar mais financiamento, aumentando a pressão por um acordo sobre o pacote de auxílio.

Internacional