PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

Prisioneiro bielorrusso tenta cortar o pescoço durante audiência em tribunal

Prisioneiro bielorrusso Stepan Latypov tenta cortar o pescoço durante audiência - RFE/RL/Reuters
Prisioneiro bielorrusso Stepan Latypov tenta cortar o pescoço durante audiência Imagem: RFE/RL/Reuters

Matthias Williams

01/06/2021 16h48

Um prisioneiro bielorrusso detido em uma repressão a protestos no ano passado tentou cortar o próprio pescoço durante uma audiência em um tribunal hoje depois de saber que sua família e seus vizinhos serão processados se ele não se declarar culpado, segundo a mídia, ativistas e uma testemunha.

Imagens da RFE/RL mostraram Stepan Latypov, 41, caído em um banco de madeira dentro de uma gaiola de prisioneiro na sala de uma corte da capital Minsk, policiais de pé ao seu redor e observadores aos gritos.

Um segundo vídeo mostrou Latypov sendo carregado até uma ambulância com o que pareciam ser respingos de sangue na camisa. A mídia local e o grupo de direitos humanos bielorrusso Viasna-96 disseram que ele estava vivo.

Sergei, o pai de Latypov, compareceu ao tribunal como testemunha nesta terça-feira, de acordo com o Viasna-96 e Irina, uma amiga de Latypov.

Latypov se dirigiu ao pai na corte, dizendo que foi mantido em uma cela de tortura durante 51 dias e alertando-o para um destino semelhante. Em seguida ele se golpeou no pescoço com um objeto semelhante a uma caneta, noticiou o Viasna-96.

"Stepan se levantou, tirou a máscara e disse: 'Pai, policiais me disseram que serei posto na cela de confinamento e que meus parentes e vizinhos serão processados de acordo com a lei criminal se eu não confessar'", contou Irina à RFE/RL.

Depois ele "pegou algo branco nos dentes e começou a literalmente cortar o pescoço. Todos começaram a gritar. Policiais não conseguiram abrir a gaiola do réu durante algum tempo. Ele desmaiou. Fomos retirados da sala do tribunal".

Internacional