Coreia do Sul lança foguete com combustível sólido em meio à corrida espacial com Coreia do Norte

Por Hyunsu Yim

SEUL (Reuters) - A Coreia do Sul realizou com sucesso nesta segunda-feira o lançamento de um foguete com combustível sólido que transportava um satélite sobre o mar perto da Ilha de Jeju, informou o Ministério da Defesa sul-coreano, em meio a uma crescente corrida espacial com a vizinha Coreia do Norte.

Foi o terceiro teste bem-sucedido da tecnologia do foguete, depois de dois outros em março e dezembro de 2022.

O lançamento desta segunda-feira envolveu a tecnologia desenvolvida pela estatal Agência de Desenvolvimento de Defesa e um propulsor e um satélite produzidos pela Hanwha Systems, informou o ministério em um comunicado.

A Hanwha Systems disse que o satélite, que será usado para fins civis, incluindo monitoramento ambiental, enviou com sucesso sinais para o centro de controle terrestre.

O ministério saudou o lançamento como um marco importante, logo após a Coreia do Norte ter lançado seu primeiro satélite espião militar, que os Estados Unidos e seus aliados condenaram por usar tecnologia de mísseis que viola uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU).

O lançamento bem-sucedido da Coreia do Sul permitirá que o país acelere sua capacidade de vigilância e reconhecimento, disse o ministério.

Na sexta-feira, um foguete SpaceX Falcon 9 colocou em órbita o primeiro satélite espião da Coreia do Sul, a partir da Base da Força Espacial de Vandenberg, na Califórnia.

A Coreia do Norte denunciou nesta segunda-feira o que chamou de "duplo padrão" de Washington em relação aos lançamentos de satélites das duas Coreias e disse que esses padrões nunca seriam tolerados.

Continua após a publicidade

"A Coreia do Norte continuará perseguindo a importante missão de estabelecer capacidades de vigilância aeroespacial para monitorar e controlar completamente os movimentos militares dos Estados Unidos e de outras forças hostis", disse a agência espacial do Norte em um comunicado divulgado pelo veículo estatal KCNA.

No mês passado, a Coreia do Norte lançou seu próprio satélite de reconhecimento militar, com o líder Kim Jong Un recebendo fotos da Casa Branca, do Pentágono e dos porta-aviões dos EUA em uma base naval em Norfolk, no Estado da Virgínia, de acordo com a mídia estatal.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes