EUA acreditam que disputa de fronteira entre Venezuela e Guiana não pode ser resolvida por referendo

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos apoiam uma solução pacífica para a disputa de fronteira entre Venezuela e Guiana e acreditam que ela não pode ser resolvida por meio de um referendo, disse um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA a repórteres nesta segunda-feira.

"Isso não é algo que será resolvido por um referendo", destacou o porta-voz do Departamento de Estado.

Os eleitores da Venezuela rejeitaram a jurisdição da Corte Internacional de Justiça (CIJ) sobre a disputa territorial do país com a Guiana e apoiaram a criação de um novo Estado na região de Esequiba, potencialmente rica em petróleo, em um referendo realizado no domingo.

(Reportagem de Simon Lewis, Kanishka Singh, Daphne Psaledakis e Humeyra Pamuk em Washington)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes