Putin se encontra com príncipe herdeiro saudita em visita relâmpago ao Golfo

Por Aziz El Yaakoubi e Vladimir Soldatkin

RIAD (Reuters) - O presidente russo, Vladimir Putin, participou de uma conversa organizada às pressas na quarta-feira com o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, sobre petróleo, Gaza e Ucrânia, horas depois de visitar o vizinho do Golfo da Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos.

Não ficou imediatamente claro o que Putin, que raramente deixa a Rússia desde o início da guerra na Ucrânia, pretendia levantar especificamente sobre petróleo ou geopolítica em uma reunião com o governante de fato do maior exportador de petróleo bruto do planeta.

O encontro com MbS, como o príncipe é amplamente conhecido, ocorre depois de uma queda nos preços do petróleo, apesar da promessa da Opep+, que agrupa a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados liderados pela Rússia, de reduzir ainda mais a produção.

Em comentários introdutórios exibidos na TV russa, Putin agradeceu ao príncipe herdeiro pelo convite, dizendo que inicialmente esperava que MbS visitasse Moscou, "mas houve mudanças nos planos".

A próxima reunião deverá ocorrer em Moscou, disse ele, acrescentando: "Nada pode impedir o desenvolvimento de nossas relações amistosas".

O príncipe herdeiro disse a Putin que os seus países poderiam “trabalhar juntos para o bem do mundo inteiro”, segundo um intérprete oficial.

O Ministério da Defesa da Rússia já havia mostrado a aeronave Ilyushin-96 do chefe do Kremlin flanqueada por caças Sukhoi-35S em seu voo da Rússia para os Emirados Árabes Unidos.

A delegação de Putin incluía altos funcionários de setores como Petróleo, Economia, Relações Exteriores, Espaço e Energia Nuclear, assim como líderes empresariais.

Continua após a publicidade

Em sua primeira parada em Abu Dhabi, o presidente, xeique Mohammed Bin Zayed Al Nahyan, deu as boas-vindas ao seu "querido amigo", enquanto uma passagem de jatos dos Emirados Árabes Unidos exibia as cores da bandeira russa.

“As nossas relações, em grande parte devido à sua posição, atingiram um nível sem precedentes”, disse Putin. “Os Emirados Árabes Unidos são o principal parceiro comercial da Rússia no mundo árabe.”

Putin disse que a Rússia e os Emirados Árabes Unidos cooperaram como parte da Opep+, cujos membros extraem mais de 40% do petróleo mundial, acrescentando que discutiriam o conflito entre Israel e Hamas e com a Ucrânia.

Em seguida, Putin se dirigiu a Riad para as suas primeiras conversas presenciais com MbS desde outubro de 2019 -- dias depois de uma importante reunião da Opep+ ter sido adiada devido a desentendimentos -- substituindo o que deveria ter sido uma visita de MbS a Moscou.

A última visita de Putin à região foi em julho de 2022, quando se encontrou com o líder supremo aiatolá Ali Khamenei, do Irã. O presidente russo deveria receber seu homólogo iraniano, Ebrahim Raisi, na quinta-feira em Moscou.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes