Rascunho de texto da COP28 estabelece novas opções para eliminação gradual dos combustíveis fósseis

Por William James e Elizabeth Piper

DUBAI (Reuters) - A agência climática da Organização das Nações Unidas (ONU) publicou um novo rascunho de acordo para sua conferência climática COP28 nesta sexta-feira que inclui uma série de opções para o futuro do uso de combustíveis fósseis, a questão mais controversa da cúpula.

Nos próximos dias, os países devem se concentrar no tema, na esperança de chegar a um consenso antes do término da conferência, previsto para 12 de dezembro.

As opções incluídas no texto, que ainda está sendo negociado, são para que o acordo final peça aos países que "tomem medidas adicionais nesta década crítica":

- "Uma eliminação gradual dos combustíveis fósseis em linha com a melhor ciência disponível".

- "Eliminação gradual dos combustíveis fósseis em linha com a melhor ciência disponível, os caminhos 1,5 do IPCC e os princípios e disposições do Acordo de Paris".

- "Uma eliminação gradual de combustíveis fósseis não compensados, reconhecendo a necessidade de um pico em seu consumo nesta década e ressaltando a importância de o setor de energia estar predominantemente livre de combustíveis fósseis bem antes de 2050".

- "Eliminação gradual de combustíveis fósseis não compensados e redução rápida de seu uso, de modo a atingir CO2 líquido zero nos sistemas de energia até meados do século".

- Nenhuma menção sobre o uso futuro de combustíveis fósseis.

Continua após a publicidade

O documento também define uma opção para uma "rápida eliminação gradual da energia a carvão não compensado nesta década e uma interrupção imediata da permissão de nova geração de energia a carvão não compensado". A outra opção para esse parágrafo é não incluir nenhum texto sobre o assunto.

Em outra parte, o rascunho oferece uma opção para solicitar "a eliminação gradual dos subsídios aos combustíveis fósseis que não abordam a pobreza energética ou a transição justa", ou não incluir nenhum texto sobre a questão.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes