Violência entre Israel e Hezbollah aumenta no Líbano

BEIRUTE/JERUSALÉM (Reuters) - A violência aumentou na fronteira do Líbano com Israel neste domingo, com o Hezbollah lançando drones explosivos e mísseis poderosos em posições israelenses e ataques aéreos israelenses abalando várias cidades e vilarejos do sul do Líbano. 

Israel e o Hezbollah, que é apoiado pelo Irã, têm se atacado mutuamente desde que a guerra em Gaza começou há dois meses, marcando as piores hostilidades desde um conflito em 2006. Mas a violência tem se limitado à região de fronteira.

Os ataques israelenses no sul do Líbano incluíram ataques aéreos na cidade de Aitaroun, que destruíram e danificaram inúmeras casas, disse a Agência Nacional de Notícias do Líbano. Não há informações sobre vítimas.

O exército israelense não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Hassan Fadlallah, uma liderança política do Hezbollah, disse em um comunicado enviado à Reuters que os ataques aéreos israelenses eram uma "nova escalada" à qual o grupo estava respondendo com novos tipos de ataques, seja "na natureza das armas (usadas) ou nos alvos".

(Por Laila Bassam e Tom Perry em Beirute e Dan Williams em Jerusalém)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes