PUBLICIDADE
Topo

Mulher tenta entrar em cadeia com celulares, carregadores e até chicletes escondidos na roupa

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora

27/01/2020 14h36Atualizada em 27/01/2020 15h21

Uma mulher de 22 anos foi flagrada ontem tentando entrar com diversos produtos debaixo da roupa— entre eles 12 celulares e uma marreta—, no Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. O momento em que os agentes prisionais de plantão vistoriaram a suspeita foi filmado.

Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas, a mulher havia ido visitar o namorado e se contradisse sobre as informações de seu cadastro de visitante. Ao ser questionada sobre os dados e documentos, ela teria confessado estar mentindo, de acordo com o órgão.

Na vistoria, ainda segundo informações da Sejusp, foram encontrados 12 telefones celulares, nove chips, 14 fones de ouvidos, 15 carregadores, 19 baterias para telefone, remédios em comprimido, dinheiro, embalagens de goma de mascar e uma marreta.

Os materiais estavam amarrados com fita isolante e escondidos sob um macacão modelador ajustado ao corpo.

A mulher foi levada para a delegacia e, na manhã de hoje, presa no Presídio de Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte. O namorado dela, que está preso, sofrerá sanções administrativas, segundo a Sejusp, mas não foram detalhadas quais.

O UOL tenta contato com um advogado ou um parente da mulher.

O namorado de Tatiana sofrerá sanções administrativas, segundo a Sejusp, mas não foram detalhadas quais.

Cotidiano