PUBLICIDADE
Topo

Weintraub diz que não quer mais sociológico, antropólogo e filósofo com dinheiro público

Constança Rezende

Colunista do UOL

14/06/2020 15h41Atualizada em 14/06/2020 17h12

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que "não quer mais" sociólogo, antropólogo e filósofo com "o seu dinheiro", ou com recursos vindos de impostos. Em visita de apoio a manifestantes a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), neste domingo (14), Weintraub defendeu que esse dinheiro seja usado para mais médicos, enfermeiros, engenheiros e dentista. Leia mais