Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2012/11/01/imagens-do-mes-novembro2012.htm
  • totalImagens: 59
  • fotoInicial: 57
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20121101105236
    • Ciência [45097]; Arqueologia [12394]; Astronomia [9158];
Fotos
A imagem, obtida pelo satélite NOAA, mostra a passagem da tempestade Sandy pelos Estados Unidos. Nova Jersey e Nova York estão entre os quatro Estados americanos mais atingidos pela tragédia. Os demais são Connecticut e Virgínia Ocidental. Pelo menos 54 pessoas morreram nos EUA em decorrência da passagem a tempestade AFP Mais
Mulher fotografa garota com roupa espacial durante abertura da exposição "Endeavour: A História Califórnia" localizada no Centro de Ciências da Califória, em Los Angeles. A nave Endeavour tem 38 metros de comprimento e participou de 25 missões espaciais Michael Nelson/EFE Mais
Geólogos poloneses confirmaram o achado do maior meteorito já encontrado no leste europeu e esperam que a descoberta ajude a entender a composição da camada interior do córtex terrestre. Os dois caçadores de meteoritos encontraram o objeto de 300 quilos, em forma de cone, no final de setembro, a dois metros de profundidade na reserva de meteoritos de Morasko, ao norte da cidade de Poznan Jakub Kaczmarczyk/AFP Mais
Pesquisadores da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), em Lages, reproduziram suínos por fertilização in vitro pela primeira vez no Brasil - seis leitões nasceram nesta semana no Centro de Ciências Agroveterinárias da universidade. O objetivo das pesquisas na serra catarinense é resgatar raças em risco de extinção, como a espécie cabocla Caruncho, que está ameaçada desde que perdeu seu valor comercial por ter uma quantidade muito grande de gordura Divulgação/Udesc Mais
O Instituto Butantan divulgou nesta quinta-feira (1º) que está desenvolvendo uma pesquisa com uma toxina do veneno da cascavel, a crotamina, para ajudar em casos de câncer de pele. Em experimento feito em camundongos com melanoma, a sobrevida das cobaias aumentou em até 70%, além de o desenvolvimento do tumor ter sido retardado ou inibido por completo. A expectativa dos pesquisadores é que o remédio para pacientes humanos com câncer de pele e outros tipos de tumor seja feito em até cinco anos Alexandre Meneghini/AP Mais
A astronauta americana Sunita Williams e o japonês Akihiko Hoshide iniciaram nesta quinta-feira (1º) uma caminhada espacial para fechar um vazamento de amoníaco em um radiador da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). Segundo a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), esta é uma atividade rotineira e não traz grandes dificuldades à equipe, apesar de não estar prevista no programa da missão Nasa/AP Mais
O ônibus especial aposentado Atlantis, da Nasa (agência espacial americana), foi transferido nesta sexta-feira (2) para sua "casa" definitiva no Centro Espacial Kennedy, na Flórida. Os visitantes do centro tiveram a oportunidade de apreciá-lo durante a manhã. O ônibus espacial ficará no Kennedy Space Center Visitor Complex, um espaço para visitação que fica ao lado da área de lançamentos. A Nasa espera exibir o velho ônibus espacial para o público em julho do ano que vem, com uma exposição estimada em US$ 100 milhões Reuters/Joe Skipper Mais
Garoto de 18 anos que não quis se identificar posa com um modelo de nave espacial. Ele foi o primeiro cliente que comprou uma viagem para o espaço em uma loja de eletrônicos em Eindhoven, na Holanda. O bilhete, no valor de 73.333 euros, foi vendido no aniversário da loja e a viagem está prevista para 2014 Erik Van't Woud/EFE/EPA Mais
Aurora Austral mancha de verde o céu do polo Sul, logo acima da estação de pesquisa Concordia. Ao seu redor, uma névoa de luz vermelha representa a Via Láctea - a faixa brilhante é uma visão da parte mais central e estrelada da galáxia, já que a Terra fica dentro de uma região mais periférica. A imagem foi divulgada nesta segunda-feira (5) pela Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) ESA/IPEV/ENEAA/A. Kumar & E. Bondoux Mais
O telescópio Hubble fez nova medição do NGC 6362, que fica na constelação de Ara, a 25 mil anos-luz de distância da Terra, e descobriu que o aglomerado globular guarda estrelas que aparentam ser brilhantes e azuis, ou seja jovens. Isto contraria a teoria de que esses tipos de aglomerados, um dos corpos mais antigos do universo, só abriga estrelas mais velhas que o nosso Sol, com cerca de 10 bilhões de anos. Segundo os astrônomos da missão, esse fenômeno não passa de um simples truque: os corpos azuis podem ser resultado de colisões estelares ou de transferência de material entre elas, que pode aquecer as estrelas até que fiquem mais jovens "na aparência" do que o restante ESA/Hubble & NASA Mais
Para comemorar os 12 anos em que os astronautas vivem e trabalham na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) lançou um serviço que informa quando a plataforma orbital está visível da Terra a olho nu. Segundo a agência, é fácil ver a ISS ao amanhecer ou entardecer do dia, quando a Lua vira o corpo celeste mais luminoso no céu - ela aparece como um ponto de luz que se move rapidamente, semelhante a Vênus Nasa/AFP Mais
O telescópio espacial Fermi, da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), fez a medição de toda luz que já foi emitida pelas estrelas e, assim, conseguiu identificar a luz de astros tão antigos quanto o próprio Universo. Segundo a pesquisa publicada na revista Science, as primeiras estrelas começaram a se formar cerca de 400 milhões de anos após o Big Bang, explosão que originou o Universo há 13,7 bilhões de anos. Para descobrir a idade correta dos corpos, os cientistas usaram como referência alterações na emissão de raios-gama de buracos negros gigantes NASA/DOE/Fermi LAT Collaboration Mais
O robô Curiosity fez a primeira análise da atmosfera de Marte e descobriu que quase não há metano na cratera de Gale - o gás é considerado um elemento químico precursor da vida. Os primeiros estudos do Curiostiy revelam, também, que os átomos de carbono são mais pesados do que eram na composição original Nasa/JPL-Caltech Mais
A tumba de uma princesa faraônica da 5º dinastia (2.500 a.C.) foi descoberta na região de Abusir, 25 km ao sul do Cairo. "Descobrimos a antecâmara da tumba da princesa faraônica Shert Nebti, cujo centro há quatro colunas de calcário", anunciou o ministro das Antiguidades egípcio, Mohamed Ibrahim. "As colunas apresentam hieroglifos com o nome da princesa e seus títulos", acrescentou AFP/SCA Mais
Uma cacatua surpreendeu os cientistas ao criar seus próprios utensílios para alcançar objetos fora de seu alcance. A cacatua goffiniana, que se chama Fígaro e vive em um cativeiro próximo a Viena, foi filmada em plena ação por pesquisadores das universidades de Viena e de Oxford, que publicaram seus estudos na revista "Current Biology". Após várias tentativas frustradas de alcançar uma pedra que saiu da gaiola com suas garras, Fígaro pegou um pau e tentou "pescar" seu brinquedo Universidade de Viena/Divulgação Mais
Cientistas da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, publicaram estudo nesta terça-feira (6) com descrição completa de uma das espécies mais raras de baleia do mundo - até então, conhecida por meio de ossadas. Mãe e filhote da baleia-bicuda-de-bahamonde (Mesoplodon traversii) encalharam nas areias de Opape Beach, em dezembro de 2010, mas os biólogos pensaram ter encontrado exemplares da baleia-bicuda-de-gray (foto acima), um tipo bastante comum na região. Só uma análise de DNA dos tecidos dos mamíferos comprovou a descoberta científica New Zealand Department of Conservation Mais
Os dois astronautas americanos que estão na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) votaram antecipadamente na Rússia, nos respectivos meses em que viajaram ao espaço. A comandante Sunita Williams votou em julho, enquanto Kevin Ford votou em setembro, segundo a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). O complexo está há 12 anos em órbita, a 390 quilômetros de distância da Terra Nasa Mais
O físico Peter Higgs, autor da teoria do bóson de Higgs, posa para os fotógrafos ao lado de estátua de Albert Einstein, em Barcelona, na Espanha, nesta terça-feira (6). Com humildade, o britânico disse que sua teoria não tem aplicação prática e negou que o achado seja comparável ao descobrimento do DNA para a biologia. "O bóson é certamente importante para a compreensão da estrutura da matéria, mas existe muita física que não depende disto." Ele admite, porém, que a "partícula de Deus", postulada em 1964 e comprovada em julho deste ano, mudou minha vida". Toni Albir/EFE Mais
O esqueleto quase completo de um mamute, que teria vivido entre 200 mil e 50 mil anos antes de Cristo, foi descoberto em um sítio arqueológico perto da Picardia, no norte da França. Apelidado de "Helmut" pela equipe de escavação, ainda não está claro se o esqueleto é de um macho ou de uma fêmea. A descoberta também ajudará a esclarecer as ligações do mamute com o homem: por exemplo, investigando se ele morreu de morte natural, ou foi capturado Loic Venance/AFP Mais
Dois garotos preparam um experimento com eletricidade e batatas em um feira de ciência em Lagos, na Nigéria, nesta terça-feira (7). Durante esta semana, jovens mostram seus inventos na feira, enquanto o país enfrenta desafios de melhorar suas escolas e de fornecimento de luz Jon Gambrell/AP Mais
Exemplares de peixe-anjo (Pterophyllum) brilham no tanque durante a apresentação para a imprensa da International Aquarium Expo de Taiwan, em Taipei, nesta quarta-feira (7) - a feira abre ao público entre 9 e 12 de novembro. Os primeiros peixes fluorescentes rosas do mundo que brilham sem a presença de luz negra foram geneticamente modificados por pesquisadores da Universidade National Taiwan Ocean, da Taiwan's Academia Sinica, e da Jy Lin, uma empresa privada de biotecnologia Pichi Chuang/Reuters Mais
O Boeing X-48C, avião de pesquisa não-tripulado da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), fez seu centésimo voo de teste, divulgou a agência nesta quarta-feira (7). O voo de 25 minutos ocorreu em 30 de outubro na base da Força Aérea Edwards, na Califórnia, nos Estados Unidos. Carla Thomas/Nasa Mais
O observatório Chandra, da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), fez novo registro da emissão de raios X do aglomerado Cygnus OB2, a 5.000 anos-luz de distância da Terra, para entender melhor como essas fábricas de estrelas se formam e evoluem no universo. Os astrônomos detectaram mais de 1.700 locais quentes no aglomerado, sendo 1.450 estrelas massivas e brilhantes na faixa etária entre 1 a 7 milhões de anos X-ray: Nasa/CXC/SAO/J.Drake et al, Optical: Univ. of Hertfordshire/INT/IPHAS, Infrared: Nasa/JPL-Caltech Mais
Astrônomos internacionais divulgaram nesta quinta-feira (8) ter descoberto um possível planeta habitável fora do Sistema Solar. O HD40307g (à esquerda) fica a uma distância ideal (similar entre a Terra e o Sol) da estrela massiva e quente HD40307 (ponto brilhante à direita) para ter água em estado líquido na sua superfície. O sistema com seis planetas fica a 42 anos-luz da Terra J. Pinfield/RoPACS network/University of Hertfordshire Mais
Equipe escava caverna perto da Baía de Mossel, no litoral da África do Sul, onde foram achadas lâminas microlíticas e produzidas com lascas de pedra aquecidas. Os artefatos demonstram que os homens das cavernas usavam "tecnologia" há cerca de 71 mil anos atrás, e não há 60 mil como se pensava. Publicada na revista Nature, a pesquisa foi liderada por Curtis Marean, da Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, e contou com a ajuda de pesquisadores da África do Sul, da Austrália e da Grécia Erich Fisher/Arizona State University Mais
8.nov.2012 - Arqueólogos franceses trabalham na escavação da ossada de um mamute nos arredores de Paris, nesta quinta-feira (8). O espécime tem entre 125 mil e 200 mil anos, e seu esqueleto está cercado por ferramentas supostamente produzidas por homens pré-históricos, o que segundo os especialista é um sinal de interação entre as duas espécies Benoit Tessier/Reuters Mais
Estudo publicado nesta sexta-feira (9) desvenda o comportamento, até então atípico, das nebulosas planetárias - conchas brilhantes de gás brilhantes que estão em volta de anãs brancas, estrelas massivas como o Sol que estão no último estágio de vida. No caso da Flemming 1, que fica na constelação de Centauro, os jatos de material expelidos por essa nebulosa são simétricos devido à interação que há entre duas estrelas anãs brancas muito próximas - e não apenas uma, como se pensava anteriormente ESO/VLT Mais
Imagem mostra nova espécie de dinossauro encontrada no Canadá na década de 1950, mas só identificada agora, em estudo de 2012. Com cerca de seis metros de comprimento e mais de duas toneladas, o 'Xenoceratops foremostensis' era um dinossauro herbívoro que viveu há mais de 78 milhões de anos na província canadense Alberta. Ele tinha um bico de papagaio e dois longos chifres acima dos olhos na testa, além de uma grande protuberância na parte traseira do crânio com outras enormes pontas Julius T. Csotonyi Mais
A sonda Messenger, que orbita Mercúrio há cerca de um ano, fez novas fotografias da superfície do planeta e encontrou formações rochosas no centro de uma cratera que lembram uma "carinha feliz". A finalidade da missão, diz a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), é registrar dados que ajudem a explicar melhor a composição e a formação do pequeno planeta Nasa Mais
Lançado de base na Guiana Francesa, o foguete Ariane-5 colocou em órbita um satélite brasileiro de telecomunicação e outro europeu, informou o consórcio aeroespacial Arianespace no último sábado (10). O satélite Star One C3, fabricado pela empresa americana Orbital Sciences, dará cobertura ao Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia e Equador por mais de 16 anos EFE/EPA Mais
Grupo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, desenvolveu uma pele sintética feita a partir de um plástico especial, que tem níquel e hidrogênio nas suas moléculas. O material plástico é sensível ao toque, pode se "curar" de cortes em 30 minutos e ainda conduz eletricidade com eficiência Benjamin Tee e Chao Wang/Universidade de Stanford Mais
Arqueólogos israelenses descobriram um poço do período Neolítico com dois esqueletos humanos de 8.500 anos após fazer escavações no Vale do Esdraelon, na baixa Galiléia, informou a Autoridade de Antiguidades de Israel. A descoberta, realizada em um lugar denominado "Enot Nissanit", nas margens ocidentais do vale bíblico, foi feita por acaso e durante as escavações prévias para o alargamento de uma estrada. Os restos humanos são de uma mulher de 19 anos e de um homem mais velho Clara Amit/EFE Mais
Dupla testa nesta terça-feira (13) equipamento da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) que será usado para registrar o eclipse total em Palm Cove, no distrito de Queensland, na Austrália. O fenômemo só será visível no norte do país na manhã desta quarta-feira (14) - que corresponde à noite de hoje, pelo fuso horário de Brasília. As pessoas que moram na Papua Nova Guiné, no extremo leste da Indonésia, na metade sul da Austrália, na Nova Zelândia, na Polinésia, no sul do Chile e na Argentina vão desfrutar de um eclipse parcial Greg Wood/AFP Mais
Equipe internacional de astrônomos descobriu um planeta "órfão" vagando pelo espaço sem um astro em sua órbita, a cem anos-luz de distância da Terra, divulgou o Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) nesta quarta-feira (14). Batizado de CFBDSIR2149-0403, estima-se que ele tenha temperatura de 400ºC e massa entre quatro a sete vezes a de Júpiter. "Se este pequeno objeto é um planeta que foi expulso de seu sistema nativo, ele sugere a ideia surpreendente de mundos órfãos, vagando pela imensidão do espaço", diz o estudo ESO/VLT Mais
Pesquisador retira frascos com embriões humanos congelados de depósito com nitrogênio líquido. Alemanha aprovou nesta quarta-feira (14) um decreto relativo ao Diagnóstico Genético Pré-implantacional, que abre caminho ao estudo genético de embriões concebidos in vitro antes de sua implantação no útero Sandy Huffaker/Getty Images/AFP Mais
Astrônomos descobriram a galáxia mais distante já identificada no Universo, cuja luz viajou 13,3 bilhões anos para chegar à Terra. Batizada de MACS0647-JD, a decana das galáxias nasceu 420 milhões de anos depois do Big Bang, a explosão que deu origem ao Universo, quando nosso Universo tinha apenas 3% de sua idade atual (13,7 bilhões de anos) Nasa/ESA Mais
Da esquerda para a direita, o japonês Akihiko Hoshide, o russo Yuri Malenshenko e a americana Sunita Williams retornaram da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) depois de quatro meses no espaço. O pouso da nave russa Soyuz ocorreu na região central do Cazaquistão, e os três foram submetidos a exames médicos na chegada Bill Ingalls/Nasa/AP Mais
Equipe de resgate russa presta apoio ao russo Yuri Malenshenko, à norte-americana Sunita Williams e ao japonês Akihiko Hoshide que retornaram da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) depois de um período de quatro meses no espaço. O pouso da nave Soyuz aconteceu na região central do Cazaquistão e o trio foi submetido a exames médicos Maxim Shipenkov/AFP Mais
Ilustração mostra as marés térmicas de Marte, um fenômeno que é responsável pelas diárias variações da pressão na atmosfera do planeta vermelho. Isso acontece porque o Sol aquece metade da superfície de Marte, forçando a expansão do ar para cima (setas vermelhas) e, em seguida, para fora até "encobrir" o próprio planeta. Com isso, a pressão durante o dia fica mais baixa e menos densa do que no lado noturno e frio de Marte. Como Marte gira em torno do Sol, essa bolha se movimenta diariamente no eixo leste-oeste e faz com que um observador fixo sofra mudanças bruscas do clima: o robô Curiosity foi capaz de medir a diminuição da pressão ao longo do dia e o aumento no decorrer da noite, segundo a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). O momento exato da variação da pressão depende do tempo em que a atmosfera marciana demora para "reagir" aos raios solares, assim como uma série de outros fatores, como a quantidade de poeira suspensa na atmosfera, por exemplo Nasa/JPL-Caltech/Ashima Research/SWRI Mais
A Agência Espacial Norte-Americana (ESA, na sigla em inglês) identificou uma supernova que está no fim da vida. Localizada na constelação da Águia, a cerca de 10 mil anos-luz de distância, a W44 já sofreu uma grave explosão de estrelas e eliminou todas as suas camadas. Nos restos do seu disco galáctico (emissões roxas), sobra apenas um pulsar, estrela de nêutrons superdensa e mais massiva que o Sol (ponto luminoso azul), com cerca de 20 mil anos. Herschel: Q. Nguyen Luong & F. Motte, HOBYS Key Program consortium, Herschel SPIRE/PACS/ESA consortia. XMM-Newton: ESA/XMM-Newton Mais
A Nasa revelou nesta terça-feira (20) que o Sol sofreu duas fortes erupções e liberou plasma, um gás quente composto de hidrogênio e hélio eletricamente carregado, no espaço. A agência não informou a quantidade nem a direção da erupção liberada pelo astro - esse material pode criar uma tempestade geomagnética quando chega à Terra, já que ele interage com o campo magnético do nosso planeta. As explosões aconteceram em um período de quatro horas na última sexta-feira (16) e foram detectadas pelo Observatório de Dinâmica Solar da Nasa Nasa/SDO/Steele Hill Mais
O primeiro computador digital do mundo, uma máquina com mais de duas toneladas, voltou a ser ligado nesta terça-feira (20) no Reino Unido. A peça foi fundamental para o programa britânico de Pesquisa de Energia Atômica - ela foi construída em 1949 para fazer cálculos gigantes - será exposta em museu de Buckinghamshire, no centro da Inglaterra, após um reparo de três anos EFE Mais
O satélite Planck, da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), descobriu uma "ponte" de gás quente entre dois aglomerados de galáxias. O conjunto Abell 399 (abaixo, no centro) e Abell 401 (topo à esquerda) fica a 1 bilhão de anos-luz de distância da Terra. A ponte, que se se estende por cerca de 10 milhões de anos-luz no espaço, pode chegar a uma temperatura de até 80 milhões de graus Celsius Sunyaev?Zel?dovich effect: ESA Planck Collaboration; optical image: STScI Digitized Sky Survey Mais
Estudo revela que o planeta-anão Makemake, um dos mais distantes do nosso Sistema Solar, não possui uma atmosfera significativa - até então, a comunidade científica pensava que ela existia e era parecida com a de Plutão. Como ele não tem luas ou outros satélites em sua órbita, ficava difícil para os astrônomos deduzirem a massa e outros dados da sua composição ESO Mais
Astrônomos detectaram um corpo celeste que tem 12,8 vezes o tamanho de Júpiter na órbita da Kappa Andromeda, uma estrela que tem 2,5 vezes a massa do Sol e fica a 170 anos-luz da Terra. Os pesquisadores da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) dizem que o "charme" da Kappa Andromedae b é a sua ambiguidade: pode ser tanto um exoplaneta (planeta fora do Sitema Solar) quanto uma anã-marrom (objeto maior que os planetas, mas menor que as estrelas). "Segundo modelos convencionais de formação planetária, ele está só um pouco aquém de ser capaz de gerar energia por fusão, ponto para ser considerado uma anã marrom em vez de um planeta", explica Michael Mc Elwain, membro da equipe. "Mas isso não é definitivo, e há outras considerações que poderiam fazer o objeto cruzar essa linha." NASA/Goddard Space Flight Center/S. Wiessinger Mais
A tripulação a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) celebra nesta quinta-feira (22) o dia de Ação de Graças, feriado que ocorre na quarta quinta-feira do mês de novembro nos Estados Unidos em memória dos bons acontecimentos do ano. O norte-americano Kevin Ford (na frente, levitando) e os russos Oleg Novitskiy (à esquerda, de blusa vinho) e Evgeny Tarelkin (à direita) receberam uma ceia com direito a peru defumado, purê de inhame e alguns doces - mas tudo no melhor estilo de comida de astronauta: desidrata e em saquinhos Nasa Mais
A Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) construiu um abrigo para salvar a tripulação da Apollo 11, a primeira a pisar na Lua, em caso de explosão debaixo da rampa de lançamento no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, nos Estados Unidos. Isso porque o foguete Saturn V, que lançou a nave ao espaço em 1969, tinha uma força destrutiva parecida com a de uma pequena bomba atômica Nasa Mais
Uma Ilha do Pacífico Sul, que está listada por cartógrafos em atlas, mapas e até nos registros do Google, simplesmente não existe. Uma equipe de cientistas precisou fazer uma expedição de 25 dias até o local indicado para provar a ausência da Sandy island (ilha da areia, em inglês) no oceano. Para o Serviço Hidrográfico da Marinha da Austrália, responsável pelas cartas náuticas daquele país, uma das possibilidades é que tenha ocorrido falha humana, perpetuando o erro por muitos anos Reprodução/Google Mais
Uma nova espécie de crustáceo foi descoberta em uma caverna da Sardenha, na Itália, durante o programa de treinamento da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês). Foi só no último dia que o grupo de astronautas achou exemplares com apenas oito milímetros da espécie 'Alpioniscus' nas águas do local. Esse animal integra os isópodes terrestres, conhecidos como bicho-de-conta ou tatuzinhos-de-jardim, o único grupo dos crustáceos que se adaptou totalmente para viver no solo - a surpresa, portanto, foi ver que ele voltou a viver na água, completando o ciclo evolucionário da espécie ESA/M. Fincke/V. Crobu Mais
O telescópio Hubble detectou a galáxia espiral ESO 499-G37 e fez novas imagens do objeto diante de uma região do céu bastante estrelado, revelando suas principais características. Seus braços espirais, que contém poeira e gás quente, parecem ser azuis por concentrar suas estrelas mais quentes e mais jovens - as mais velhas e frias são empurradas para o núcleo Nasa/Hubble Mais
Arqueólogos italianos divulgaram nesta sexta-feira (23) a descoberta de túmulos com mais de 3.000 anos no vale do Swat, no noroeste do Paquistão, sugerindo que existiam ritos funerários complexos nesta região controlada pelos talibãs. A equipe não achou evidências de armas nas covas, apenas fragmentos de ferro, "um dos rastros mais antigos deste metal" na região Missão Arqueológica Italiana/AFP Mais
A Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) montou um mosaico de fotografias da tempestade de areia no hemisfério sul em Marte, que ocorreu no último dia 18 de novembro. As pequenas setas brancas indicam as regiões onde a tempestade foi visível na atmosfera do planeta vermelho, e as bolas apontam para a localização dos seus dois robôs que estão lá, Opportunity e Curiosity. Já as regiões escuras do mosaico resultam do limite de visão das câmeras da sonda que orbita o planeta, assim como as áreas manchadas na direção do Sul para o Norte (de cima para baixo) vêm da visualização de baixa órbita do aparelho Nasa/JPL-Caltech/MSSS Mais
Concepção artística mostra o jato de matéria que veio de um buraco negro ejetada pelo quasar SDSS J1106+1939. Segundo o Observatório do Sul (ESO, na sigla em inglês), este é o jato mais poderoso já identificado no espaço, pois sua energia equivale a, pelo menos, dois trilhões de vezes a liberada pelo Sol, ou seja, cerca de cem vezes a força dissipada pela Via Láctea ESO Mais
Imagem mostra a Lua pouco antes de ocultar o planeta Júpiter (o pequeno ponto claro, abaixo na imagem). O fenômeno pode ser observado na noite desta quarta-feira (28) no céu de sete capitais: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre Nelson Antoine/FotoArena/Estadão Conteúdo Mais
A Coreia do Sul adiou o lançamento do foguete Naro-1 (KSLV-1) pela segunda vez, após a fracassada tentativa feita em 26 de outubro, devido a um novo problema detectado na plataforma de lançamento, desenvolvida parcialmente com tecnologia local. A contagem regressiva foi abortada quando faltavam menos de 17 minutos. Um porta-voz do Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coreia detalhou que foram detectados "problemas" na segunda fase da plataforma de lançamento Jung Yeon-Je/AFP Mais
Um grupo de astrônomos identificou um buraco negro gigante na modesta galáxia NGC 1277, que tem só um quarto do tamanho da nossa Via Láctea. O campo gravitacional é o segundo maior já observado da Terra e tem uma massa 17 bilhões de vezes maior que a do nosso Sol. A descoberta contradiz os atuais modelos de crescimento, que afirmam que os buracos negros evoluam juntamente com suas galáxias Nasa/ESA/Andrew C. Fabian Mais
A sonda Messenger identificou novas evidências de água congelada em Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, divulgou a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) nesta quinta-feira (29). Desta vez, os depósitos foram encontrados tanto nas crateras (pontos amarelos da imagem à esquerda) do polo Norte - região permanentemente escura, pois nunca recebe as radiações do Sol -, quanto "enterrado" em um material escuro, exatamente nas regiões mais quentes onde a água não poderia se manter congelada (pontos vermelhos da imagem à direita) Nasa Mais
O Grand Canyon, situado no estado de Arizona (sudoeste dos Estados Unidos), tem cerca de 70 milhões de anos de antiguidade, segundo um estudo publicado na revista Science que contradiz a informação disponível até o momento que ele teria se formado cerca de 5 ou 6 milhões de anos. A descoberta foi feita com novos métodos de datação que aproveitam a desintegração radioativa do urânio do Grand Canyon Ethan Miller/Getty Images/AFP Mais
Cinco pesquisadores do Brasil ajudaram a desenvolver um músculo artificial que é 85 vezes mais forte do que o humano. Ao ser torcido, ele forma uma estrutura de uma hélice e se contrai por completo a uma velocidade de 25 milionésimos de segundo, o que lhe permite suportar objetos atados com peso cem mil vezes maior do que o dele - em contração, ele desenvolve uma potência de 27,9 kW/kg. Similar a um fio de lã, o material é formado por fibras compostas por feixes de nanotubos de carbono, que são leves, condutores e dezenas de vezes mais resistentes do que o aço Science/AAAS/Divulgação Mais

Imagens do mês (novembro/2012)

ÚLTIMOS ÁLBUNS DE UOL CIÊNCIA

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos