PUBLICIDADE
Topo

'Hoje é melhor matar que ser corrupto', diz presidente do STJ

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa “O É da Coisa”, na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

26/06/2020 17h35

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, fez ontem duras críticas às penas desproporcionais entre diferentes crimes e afirmou que "hoje é melhor matar que ser corrupto". Noronha disse ainda que a Lava-Jato não parou com a corrupção. As declarações foram feitas durante o webinário do Instituto de Garantias Penais (IGP).

- A Lava-Jato parou com a corrupção? Não. Aumentar a pena vai parar a corrupção? Não. Não podemos aumentar a pena e criar uma desproporcionalidade. Hoje é melhor matar que ser corrupto. A corrupção está dando 25, 26 anos [de pena de prisão]. Homicídio tem dado 12, 14, 16. Isso é um absurdo. Nós não estamos balanceando os valores que pautam o sistema jurídico - avaliou.(...)

Leia íntegra em O Globo.

Reinaldo Azevedo