PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

Hacker português é suspeito de invasão ao TSE; ataque não afeta eleição

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário - e frequentemente é necessário -, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

20/11/2020 15h00

Os ataques cibernéticos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no último domingo, quando houve o primeiro turno das disputas municipais, teriam partido de um hacker português em prisão domiciliar. Uma das linhas de investigação indica a possibilidade de envolvimento de extremistas ligados a núcleos bolsonaristas. O Estadão conversou por e-mail com o invasor conhecido como Zambrius, que disse ter agido sem ajuda, de Portugal, munido apenas de um celular. "Eu realizei tudo sozinho", afirmou ele. "Estou sem computador. Se o tivesse, acredite que o ataque teria um impacto muito maior".

Ao contrário do que difundiram as redes sociais bolsonaristas, as ações do hacker - que diz ter feito tudo de Portugal - não provocaram impacto no processo de votação. À reportagem, o invasor afirmou que os dados roubados do TSE não têm ligação com o resultado das urnas. (...) Leia íntegra no Estadão.