PUBLICIDADE
Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Para defender ou atacar Lula, posts omitem contexto de ato em shopping

10.mai.2022 - Apoiadores de Lula e Bolsonaro desinformam sobre protestos em shopping de Vitória - Arte/UOL sobre Reprodução/Twitter
10.mai.2022 - Apoiadores de Lula e Bolsonaro desinformam sobre protestos em shopping de Vitória Imagem: Arte/UOL sobre Reprodução/Twitter

Letícia Mutchnik

Do UOL, em São Paulo

10/05/2022 19h22Atualizada em 10/05/2022 19h25

Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do presidente Jair Bolsonaro (PL) publicaram posts com alegações falsas ou incompletas sobre um ato em defesa do petista e a reação contra ele em um shopping de Vitória, capital do Espírito Santo, no sábado (7). Ao compartilharem vídeos do ocorrido, ambos os grupos não deram todo o contexto da presença um do outro no mesmo ambiente.

Em alguns posts de bolsonaristas, foi disseminada a alegação falsa de que Lula estaria sendo recebido no Shopping Vitória ao som de xingamentos, sem dizer que havia uma manifestação a favor do ex-presidente e sem explicar que o petista não estava no local.

"Lula, 'lider das pesquisas' recepcionado em shopping center frequentado pela classe media com 3 TVs em casa", diz um dos posts com este teor (a grafia da publicação foi preservada).

Junto com o texto, um vídeo mostrava clientes batendo palmas e cantando "Lula, ladrão, seu lugar é na prisão", mas com um áudio adulterado para fazer parecer que a reação ao ato pró-Lula tinha sido maior do que realmente foi, abafando o som da manifestação em defesa do ex-presidente.

Posts de petistas, por sua vez, circulam sem o contexto de que houve reação negativa ao ato pró-Lula dentro do shopping. As imagens veiculadas por apoiadores do petista mostram apenas o grupo que gritava "Brasil para frente, Lula presidente" e uma bandeira pendurada na escada com os dizeres "Lula livre, Brasil livre".

"Em Vitória, o povo contagiado com a volta de Lula", disse Gleisi Hoffmann (PT-PR), deputada federal e presidente do partido, ao compartilhar a gravação em seu Facebook um dia depois do evento. "Em 2018, Vitória (ES) deu mais de 60% dos votos ao genocida. Ontem o shopping da cidade tava assim. O povo quer Lula", publicou o senador Humberto Costa (PT-PE) no Twitter também no dia 8.

Ainda no sábado, o jornal A Gazeta publicou em seu site reportagem sobre o ato pró-Lula dentro do shopping. No dia seguinte, o texto foi atualizado com a reação contra o petista. A reportagem inclui vídeos das duas perspectivas e tem como título "Grupo faz ato pró-Lula em shopping de Vitória e clientes contrários reagem".

Em nota enviada ao UOL Confere, o Shopping Vitória confirmou que "um grupo de pessoas realizou uma manifestação de cunho político no empreendimento" no sábado. "Informamos que o shopping possui regras de convivência visando a segurança e bem-estar dos seus clientes, sendo vedada qualquer tipo de manifestação em suas dependências. O grupo foi comunicado pela segurança e se retirou do local."

Segundo dados do Agregador de Pesquisas UOL, hoje Lula tem 42% das intenções de voto para presidente no primeiro turno das eleições deste ano. Bolsonaro vem em seguida, com 32%. No Espírito Santo, Lula tinha 45% contra 32% de Bolsonaro, segundo pesquisa Ipec divulgada no dia 2.

Este conteúdo também foi checado pelo Boatos.org.

Veja 5 dicas para não cair em fake news

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.