PUBLICIDADE
Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


É falso que voto será anulado se eleitor só escolher candidato a presidente

9.mai.2022 - É falso que voto será anulado se eleitor escolher apenas presidente, em suposto "voto parcial" - Arte/UOL sobre Reprodução/Facebook
9.mai.2022 - É falso que voto será anulado se eleitor escolher apenas presidente, em suposto 'voto parcial' Imagem: Arte/UOL sobre Reprodução/Facebook

Letícia Mutchnik

Do UOL, em São Paulo

09/05/2022 12h38

É falso que um "voto parcial" nas eleições — escolher só o presidente e votar em branco para governador, senador, deputado federal e deputado estadual — não é válido, como tem sido compartilhado nas redes sociais. Em 2018, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) já havia desmentido esse boato. O eleitor pode, sim, votar em um candidato ou candidata a presidente e anular ou votar branco para os outros cargos.

De acordo com a mensagem divulgada, o eleitor iria "perder o voto" se votasse apenas para presidente, escolhendo o voto em branco para os outros cargos. O texto diz que a Justiça Eleitoral considera o voto como "parcial" e o anula, o que não é verdade.

"Só um aviso aqui, galera. Ontem passei pelo treinamento para os trabalhos para a justiça eleitoral no próximo dia 7. Lembrem-se de votar em todos os candidatos. Se votar só em Presidente, e votar em branco nos outros, o voto é tido como voto parcial. Logo, seu voto é anulado. Só computa voto válido quando o voto é completo. Questionei isso lá, dizendo q a sociedade não tinha ciência de q voto parcial não é computado como voto válido. Questionei indignado, mas a instrutora foi bem clara em dizer que não era computado", afirma a mensagem com as alegações falsas.

Em 2018, a Justiça Eleitoral já havia esclarecido que "o eleitor pode votar em um candidato, em branco ou nulo para o cargo que quiser, não há nenhuma restrição para isso", e que "não existe a figura do 'voto parcial'".

"Se houver alguma eventualidade (a pessoa passar mal, por exemplo) e o eleitor tiver votado apenas no primeiro cargo (deputado federal), o voto que ele tiver registrado será contabilizado normalmente e os demais que ele não registrar serão considerados nulos. Ao teclar o 'confirma', se efetiva o registro de cada escolha feita pelo eleitor, seja para voto válido, nulo ou branco", diz uma nota do TRE-CE (Tribunal Regional Eleitoral do Ceará). "Também pode acontecer, em casos muito raros, de uma urna 'travar'. Nessas situações, o voto de um eleitor que estava na metade do procedimento, por exemplo, é reiniciado."

Este conteúdo também foi checado pelo Boatos.org.

Veja 5 dicas para não cair em fake news

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.