Cantor Waldick Soriano morre aos 75 anos

Da Redação*

  • Arquivo Folha Imagem

    O cantor, em foto de 1971

    O cantor e compositor Waldick Soriano morreu na manhã de hoje aos 75 anos. Ele estava internado desde o último domingo (31) no Instituto Nacional do Câncer, no Rio de Janeiro, onde tratava de um câncer na próstata, diagnosticado há dois anos.

    O velório será realizado no saguão da Câmara Municipal do Rio e está previsto para começar por volta das 18h desta quinta.

    Nascido na Bahia, na cidade de Caetité, Waldick Soriano tornou-se ícone da música brega. Entre suas canções de maior sucesso estão "Eu não sou cachorro não", música que ganhou uma versão satírica de Falcão, e "Tortura de amor".

    Antes de ingressar na carreira artística, Waldick Soriano trabalhou como lavrador, engraxate e garimpeiro.

    A carreira musical deslanchou nos anos 50, com a música "Quem és tu?". Suas músicas se caracterizavam por tratar de relações amorosas, traições e de "dor de cotovelo".

    Além disso, o cantor ficou famoso por seu visual: sempre usava roupas negras e óculos escuros.

    Waldick Soriano gravou 28 discos ao longo de mais de 40 anos de carreira.

    No ano passado, o cantor foi tema do documentário "Waldick, Sempre no Meu Coração", dirigido pela atriz Patrícia Pillar. Também teve a carreira radiografada no livro "Eu não sou cachorro, não - Música popular cafona e ditadura militar", do historiador e jornalista Paulo César de Araújo

    O cantor era casado e deixa oito filhos.

    *Com informações da Globo News

    Receba notícias do UOL. É grátis!

    Facebook Messenger

    As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

    Começar agora

    Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

    UOL Cursos Online

    Todos os cursos