PUBLICIDADE
Topo

Barco naufragado em Brasília está a 17 metros de profundidade, dizem bombeiros

Maurício Savarese

Do UOL Notícias<br>Em Brasília

23/05/2011 13h22

O barco que naufragou no lago Paranoá, em Brasília, na noite de domingo (22) com mais de cem pessoas a bordo está a 17 metros de profundidade e em situação de difícil acesso. Segundo o Corpo de Bombeiros, a embarcação somente será içada após retirada de objetos que se acumularam no fundo depois que ela ficou inundada.

A major Vanessa Signali afirmou que pode haver ali corpos dos pelo menos sete desaparecidos que restam. As primeiras vítimas são um bebê de sete meses e uma mulher ainda não identificada.

"No final do dia, vamos fazer uma avaliação para saber se continuamos as buscas ou se elas se limitarão à embarcação", afirmou a major. "Temos que retirar tudo que se concentrou no fundo da embarcação, é um trabalho perigoso."

A visibilidade nas águas do lago Paranoá é de menos de um metro, de acordo com ela. Cerca de 30 homens estão se revezando nos mergulhos para esvaziar a embarcação.

Foi muito rápido. Só deu tempo de o meu marido jogar colete salva-vidas para mim e meus dois filhos

Gildete Barreto, sobrevivente

O acidente aconteceu por volta das 20h30 deste domingo. A primeira etapa das buscas foi até às 2h30 desta segunda-feira, para serem retomadas às 7h. Os bombeiros dizem que uma conjunção de fatores levou ao acidente.

De acordo com a Marinha, a capacidade do barco, que recebia uma confraternização de funcionários de restaurantes e lanchonetes, era de 90 pessoas. O número de passageiros era superior a cem, o que acelerou a inundação de uma das partes do barco, sem que a bomba conseguisse escoar a água que entrava.

O Corpo de Bombeiros, no entanto, diz que apenas uma investigação determinará se havia excesso de passageiros.

Cotidiano