Topo

Mais da metade das casas brasileiras vive com até um salário mínimo per capita

Do UOL Notícias<br>Em São Paulo

03/06/2011 07h00

Dados do Censo 2010 divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que 56% dos domicílios brasileiros tem renda per capita menor que um salário mínimo por mês (R$ 510, na época da pesquisa). Entre as capitais, Salvador (BA) é a que apresenta o maior número de lares nessa situação, com 55% deles.

Na segunda e terceira posições do ranking estão duas capitais da região Centro-Oeste, Campo Grande (MS) e Cuiabá (MS), com 46% e 44% dos moradores recebendo menos que R$ 510.

O levantamento também aponta quais capitais têm o maior número de casas com rendimento per capita menor que um quarto de salário mínimo (R$ 127,50). Nesse caso, Macapá (AP) figura na primeira posição. Mais de 10.000 lares (11%) são sustentados com rendimento per capita menor que R$ 127,50. Em seguida, aparece Maceió (AL), com 10%, e Teresina (PI), com 9%.

Os novos dados do levantamento demográfico trazem informações que, antes disponibilizadas por Estados e regiões do país, agora contemplam também a população dos 5.565 municípios brasileiros em seus recortes internos, tais como distritos, bairros e localidades rurais ou urbanos.

As análises consideraram aspectos como sexo, cor ou raça, condição no domicílio, pessoas responsáveis pelos domicílios particulares e existência de compartilhamento da responsabilidade pelo domicílio, bem como alfabetização, rendimento domiciliar e mortalidade.

Veja curiosidades sobre a população brasileira

Cotidiano