Aluno de 10 anos atira em professora e se mata no ABC Paulista; mulher não corre risco de morte

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

A professora Rosileide Queiros de Oliveira, 38, que foi baleada por um aluno de 10 anos em uma escola em São Caetano do Sul (região do ABC) nesta quinta-feira (22) apresenta quadro de saúde estável e não corre risco de morte, segundo nota da prefeitura. O aluno atirou contra si mesmo e morreu no hospital.

O caso aconteceu por volta das 15h50 desta quinta-feira (22) quando o aluno D.M.N., do 4º ano, efetuou os disparos contra a professora em uma sala com 25 alunos da escola municipal Professora Alcina Dantas Feijão. Depois de balear a docente, o menino atirou duas vezes contra a própria cabeça. Ele morreu uma hora depois no hospital de emergência Albert Sabin, em São Caetano, após duas paradas cardíacas.

A professora levou um tiro na região posterior do lado esquerdo, na altura do quadril, e sofreu uma fratura na patela direita e na bacia. Rosileide foi levada para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde passará por cirurgia para retirar a bala que ficou alojada entre o reto e o útero.

Segundo o capitão do 6º BPM de São Caetano, Robinson Castropil, a criança pediu para ir ao banheiro e quando voltou, atirou contra a professora, saiu para o corredor e atirou em si mesma.

O garoto era filho de um guarda municipal e teria usado a arma do pai --um revólver calibre 38. Segundo a delegada Lucy Fernandes, que investiga o caso, o guarda municipal Nilton Nogueira foi até o colégio antes do fato para tentar recuperar seu revólver, após sentir falta da arma.

Ainda não se sabe o motivo do crime. A polícia afirmou que vai tentar traçar um perfil psicológico do aluno para esclarecer o caso.

O corpo do menino foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) do município. Ainda não se sabe onde a família irá velar o corpo.

Disparos

Aluno da escola, M.T.S., 12, do 7º ano, relata que ouviu os disparos. "Estávamos voltando do intervalo quando ouvimos o barulho do primeiro disparo", relembra. Segundo ele, ninguém deu importância ao fato já que o barulho se assemelhava ao de bombinhas.

Mas, os estudantes ficaram surpreendidos quando ouviram os outros dois tiros. "Encontramos no andar de cima um aglomerado de pessoas em uma das salas. Nesse momento, a minha reação foi sair correndo para a minha sala", conta o aluno, que, juntamente com os demais colegas, foi direcionado para pátio pela diretoria.

"Foi aí que vi um garoto sendo carregado por um policial. A camiseta dele estava toda ensanguentada." M. também presenciou a professora sendo carregada em cima de uma maca. 

Melhor do Estado, segundo o Ideb

A escola municipal Professora Alcina Dantas Feijão é a primeira de São Paulo no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de 2009 nas séries finais (5ª a 8ª) com índice ou "nota" de 6,7.

O Ideb é a "nota" do ensino básico no país. Numa escala que vai de 0 a 10, o MEC (Ministério da Educação) fixou a média 6, como objetivo para o país a ser alcançado até 2021.

As aulas na escola foram suspensas na noite desta quinta-feira e amanhã.

*Com reportagem de Guilherme Balza e Larissa Leiros Baroni

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos