PUBLICIDADE
Topo

Em Jaboticabal (SP), homem alcoolizado corta rabo de cachorro "para deixá-lo mais bonito"

Cachorro de seis meses tem parte do rabo cortado pelo dono em Jaboticabal (SP) - Divulgação/Polícia Militar Ambiental
Cachorro de seis meses tem parte do rabo cortado pelo dono em Jaboticabal (SP) Imagem: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

José Bonato

Do UOL, em Ribeirão Preto (SP)

09/02/2012 15h58

O dono de um cachorro de seis meses foi indiciado pelo crime de maus-tratos e multado em R$ 1.500 porque cortou a cauda do animal com uma faca, em Jaboticabal (342 km de São Paulo). Ele alegou à polícia que estava bêbado e achou que o bicho ficaria “mais bonito” com o rabo cortado.

Evaldo Joaquim da Silva perdeu a guarda do cãozinho. O animal foi encaminhado ao Centro de Controle de Zoonoses para receber cuidados veterinários, ser castrado e disponibilizado para adoção. A reportagem do UOL não conseguiu contato com Silva para ele se manifestar sobre o assunto.

A Polícia Militar Ambiental descobriu o caso na segunda-feira (6), por intermédio de denúncia de uma veterinária do Centro de Controle de Zoonoses, segundo o sargento Giovane Delalibera, 46. “Foi muita falta de sensibilidade”, disse.

A mutilação do rabo de cachorros, técnica conhecida como caudectomia, é proibida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária, segundo Jeffrey Frederico Lui, 59, professor de veterinária da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Jaboticabal.

Segundo ele, o animalzinho poderia ter sangrado até a morte porque na cauda existem artérias e veias. Outro risco, de acordo com o veterinário, seria o de moscas oportunistas depositarem ovos no ferimento. “Os vermes iriam comer o cão vivo, aos poucos.”

Ainda de acordo com o professor da Unesp, o cãozinho deve ter sofrido muita dor com a mutilação. “No mínimo ele deveria ter sido anestesiado. Antigamente, esse procedimento era feito nos primeiros dias de vida dos cães, porque nessa fase o sistema nervoso não está desenvolvido, e a dor é quase imperceptível”, afirma.

O veterinário afirma que as caudas possuem uma função importante na vida dos cães. “Servem para expressar comportamento, abanar contra insetos e dissipar o calor, entre outras funções.”

O Centro de Controle de Zoonoses de Jaboticabal informou nesta quinta-feira (9) que o cãozinho, que ainda não tem um nome, está se recuperando bem e deve ser disponibilizado para adoção nos próximos dias.
 

Cotidiano