Com greve do metrô, São Paulo registra recorde histórico de congestionamento durante a manhã

Do UOL, em São Paulo

A paralisação de parte dos metroviários de São Paulo complica o trânsito nas principais vias da capital paulista. Devido à greve, a CET suspendeu o rodízio municipal nesta quarta-feira para os veículos com placas 5 e 6. As demais restrições estão mantidas.

Segundo a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) às 10h havia 249 km de congestionamento nas vias monitoradas na cidade. A marca já é a maior em toda a história durante a manhã. A zona sul concentra quase metade do trânsito mais pesado na capital, com 126 km de vias congestionadas.

O recorde anterior de congestionamento durante a manhã havia sido registrada no dia 4 de novembro de 2004, quando a cidade teve 191 km de trânsito carregado às 9h30. O segundo maior índice foi registrado em 15 de agosto de 2006, com 188 km às 9h.

Outras vias que apresentam tráfego intenso são a avenida dos Bandeirantes (sentido marginal) e a marginal Tietê (pista local, sentido Castello Branco, entre a Ponte Aricanduva até a rua Massinet Sorcinelli).

A Radial Leste (na ligação leste/oeste) apresenta lentidão no sentido Lapa da Praça Divinolândia até Praça Franklin Roosevelt.

A avenida Washington Luis, também apresenta lentidão no sentido centro, da Avenida Vitor Manzini até Viaduto João Julião da Costa Aguiar.

Na região sul, o túnel Ayrton Senna, que estava bloqueado, já foi liberado, junto à avenida Vinte e Três de Maio, sentido Marginal.

Greve

Desde a 0h de hoje os trabalhadores do Metrô de São Paulo e das linhas 11-coral (Luz/Estudantes) e 12-safira (Brás/Calmon Viana) da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metroplitanos) estão em greve. No caso do metrô, o serviço funciona de forma parcial causando problemas em diversos pontos da cidade.

As linhas do Metrô funcionavam parcialmente no início desta manhã. Segundo a empresa, a linha 1-azul opera entre as estações Ana Rosa e Luz, a linha 2-verde opera entre a Clínicas e Ana Rosa, e a linha 3-vermelha funciona entre as estações Bresser-Mooca e Santa Cecília. Por sua vez, as linhas 4-amarela (pertence ao consórcio Via Quatro) e a 5-lilás operam normalmente.

A SPTrans --estatal municipal responsável pelos ônibus municipais-- diz que acionou o Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência). Com isso, as linhas de ônibus que operam com destino às estações de metrô serão estendidas até a região central da capital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos