PUBLICIDADE
Topo

Em sessão tumultuada, Câmara de Belo Horizonte reduz tarifa de ônibus em R$ 0,05

Manifestantes na Câmara Municipal de Belo Horizonte, durante votação da redução da tarifa de ônibus - Denilson Dias/O Tempo/Estadão Conteúdo
Manifestantes na Câmara Municipal de Belo Horizonte, durante votação da redução da tarifa de ônibus Imagem: Denilson Dias/O Tempo/Estadão Conteúdo

Carlos Eduardo Cherem

Do UOL, em Belo Horizonte

29/06/2013 11h59

A Câmara Municipal de Belo Horizonte aprovou, em segundo turno, neste sábado (29) uma redução de R$ 0,05 na tarifa de transporte público da cidade. Com isso, a passagem de ônibus passa a ser R$ 2,75. Os novos valores passarão a valer a partir da próxima segunda-feira (1º).

O projeto, proposto pelo prefeito Márcio Lacerda (PSB), foi aprovado com o voto de 30 vereadores. Cinco políticos votaram contra a redução de tarifa e apenas um legislador se absteve.

A redução foi aprovada em meio a um protesto que reuniu cerca de 500 manifestantes na região da Câmara Municipal de Belo Horizonte. Eles reivindicam uma redução ainda maior no valor da tarifa.

O projeto aprovado neste sábado prevê a redução de impostos municipais para as companhias que prestam serviços de transporte coletivo.

Após muitos protestos, a segurança do Legislativo permitiu que 300 pessoas ocupassem uma área da Câmara para acompanhar o processo. Os outros manifestantes forçaram a entrada no local e houve conflito com a segurança. Durante a confusão, vários manifestantes empurraram os policiais e jogaram tinta em suas roupas e escudos. Apesar da situação conturbada, Gilmar Gomes, chefe de segurança da Câmara, disse que apenas alguns seguranças tiveram leves escoriações.

Além da redução das tarifas de transporte coletivo, também foi votado a permissão para que o Executivo faça um empréstimos de R$ 400 milhões junto a Caixa Econômica Federal. Dessa quantia, R$ 220 milhões serão destinados ao programa Minha Casa, Minha Vida e o restante (R$ 180 milhões) para investimentos em mobilidade urbana.

Cotidiano