Topo

Casal de PMs, filho de 13 anos e mais dois familiares são assassinados em SP

Sargento da Rota, a mulher, que também é PM, e o filho, mortos nesta segunda-feira (5) - Reprodução/Futura Press
Sargento da Rota, a mulher, que também é PM, e o filho, mortos nesta segunda-feira (5) Imagem: Reprodução/Futura Press

Do UOL, em São Paulo

05/08/2013 21h00Atualizada em 06/08/2013 10h36

O casal de policiais militares Luis Marcelo Pesseghini e Andreia Regina Bovo Pesseghini e o filho deles, Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini, 13, foram mortos a tiros nesta segunda-feira (5) na Brasilândia, zona norte de São Paulo. Inicialmente foi divulgado que o menino tinha 12 anos. Luiz Marcelo era sargento da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), tropa de elite da polícia paulista.

Além dos três, mais duas parentes, cujas identidades não foram reveladas, também foram mortas. A PM e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) ainda não têm informações sobre as circunstâncias e as motivações dos crimes.

Os corpos das vítimas foram encontrados na tarde de hoje. A polícia foi até a casa das vítimas depois de ter estranhado a ausência da policial no serviço. O sargento da Rota estaria de folga, e colegas de trabalho de um "bico" que ele fazia também estranharam a ausência. 

O sargento estava há mais de 15 anos na Rota. O caso deverá ser investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), da Polícia Civil.

PMs são mortos dentro de casa em SP

Mais Cotidiano