Topo

Incêndio provoca cachoeira de caramelo que ameaça casas no interior de SP

Do UOL, em São Paulo

2013-10-28T09:09:59

2013-10-28T20:07:23

28/10/2013 09h09Atualizada em 28/10/2013 20h07

Um incêndio que começou na sexta-feira (25) dentro de armazém de açúcar em Santa Adélia (a 371 km de São Paulo) provocou uma cachoeira de caramelo que ameaça as casas vizinhas ao prédio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, diques de terra foram construídos para evitar que o fluxo de açúcar derretido atinja as residências. A ocorrência já dura mais de 80 horas.

VEJA ONDE FICA SANTA ADÉLIA

O armazém pertence à empresa de logística Agrovia. De acordo com a companhia, entre 25 e 30 mil toneladas de açúcar já foram destruídos. O fogo começou após uma faísca na esteira de movimentação da carga. Bombeiros de várias cidades vizinhas ainda estão no local e tentam controlar o fogo e resfriar o caramelo.

Segundo a Agrovia, quatro famílias - totalizando 17 pessoas - tiveram de ser retiradas de suas casas e acomodadas em um hotel até que seja feita a limpeza e liberado o acesso às residências. Técnicos da Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental) estão na região monitorando eventuais impactos sobre o leito do rio São Domingos.

Os bombeiros também estão preocupados com a segurança de um armazém, ainda maior, anexo ao que pegou fogo. Eles temem que este prédio possa se incendiar, uma vez que o primeiro corre risco de desabar porque suas paredes podem não aguentar o peso do açúcar queimado que, depois de resfriado, se transforma num material duro e força as paredes internas.

As chamas irromperam uma semana depois que um incêndio no porto de Santos, maior do Brasil, destruiu operações da Copersucar, maior comercializadora de açúcar do mundo, o que levou a empresa a declarar força maior em alguns contratos de exportação.

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de açúcar. A Copersucar perdeu 180 mil toneladas de açúcar no incêndio de 18 de outubro, cerca de 10 por cento da exportação mensal do Brasil.

A Agrovia normalmente exporta cerca de 1,7 milhão de toneladas de açúcar por ano dos armazéns de Santa Adélia e outras unidades pelo país, segundo a assessoria da empresa. (Com informações da agência Reuters e da Agência Brasil)