PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Motorista que atropelou ciclista na Paulista é condenado a 6 anos de prisão

Do UOL, em São Paulo

03/06/2014 17h38

A Justiça de São Paulo condenou a seis anos de prisão o motorista que atropelou um ciclista na avenida Paulista em março do ano passado. A vítima perdeu o braço no acidente. 

A decisão em primeira instância foi proferida pelo juiz Waldir Caciolari, da 25º Vara Criminal, nesta segunda-feira (2). Ele determinou que Alex Kozloff Siwek comece a cumprir pena no regime semiaberto, mas permitiu que o condenado permaneça em liberdade até o julgamento da apelação. O advogado Cassio Paoletti Júnior, que defende Siwek, disse nesta terça-feira (3) que irá recorrer contra a condenação.

O juiz também estabeleceu que o motorista pague uma multa de 60 salários mínimos, equivalente a R$ 43.440, e tenha a carteira de habilitação suspensa por cinco anos.

Siwek foi condenado por lesão corporal culposa (quando não há intenção de cometer o crime). Sua situação se agravou porque exames comprovaram que ele estava alcoolizado e também pelo fato de não ter prestado socorro à vítima.

O braço do ciclista David Santos Sousa ficou preso ao Honda Fit de Siwek, que havia saído de uma casa noturna. Depois do atropelamento, que aconteceu em 10 de março de 2013, o motorista atirou o braço em um córrego da zona sul de São Paulo.

Sousa transitava de bicicleta pela ciclofaixa de lazer montada aos domingos na avenida Paulista. Ele chegou a testar próteses para substituir o braço decepado no atropelamento.

Durante o processo e após a decisão do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) de não levar Siwek a júri popular, Sousa chegou a dizer que "achava que a lei ficaria do meu lado, mas ela ficou do lado dele".

Ciclista encontra homem que o salvou na avenida Paulista

Jovem que perdeu braço em atropelamento dá lição de vida

Cotidiano