PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Agentes penitenciários provocam incêndio em cela e espancam detentos em SP

Do UOL, em São Paulo

29/10/2014 21h30

Imagens obtidas com exclusividade pelo SBT flagram a violência de agentes penitenciários do GIR (Grupo de Intervenção Rápida) em uma penitenciária de segurança máxima em Presidente Venceslau (P2),  a 611 km de São Paulo.

No vídeo, é possível ver um dos agentes jogando gás lacrimogêneo pela fresta da janela de uma cela na qual os detentos teriam iniciado a rebelião.

Quando o recinto é aberto, colchões dificultam a passagem dos agentes, que provocam um incêndio ao lançar uma bomba de efeito moral.

Um extintor de pó químico é usado, mas provoca pouco efeito.  O fogo é controlado, quase três minutos após o início, com o auxílio de uma mangueira.

Com a entrada da cela liberada, os presos começam a sair e passam a ser agredidos e ameaçados pelos agentes penitenciários com frases como “você vai morrer”. Algemados, os detentos são arrastados por seus agressores.

Seguno o Sindicato de Agentes Penitenciários de São Paulo (SINDASSP), o vídeo foi feito pelo GIR, em 2008, com a intenção de provar que abusos não eram cometidos. As imagens foram guardadas em sigilo até vazarem recentemente.

Em nota enviada ao SBT, a Secretaria de Administração Penitenciária disse que instaurou uma sindicância para apurar os fatos e que, se for comprovada qualquer irregularidade, os responsáveis serão punidos.

Cotidiano