Topo

Temor de ruptura força retirada de moradores próximos à 3ª barragem em MG

Fabiana Maranhão

Do UOL, em São Paulo

11/11/2015 13h30Atualizada em 11/11/2015 19h23

Famílias que vivem na região da barragem de Germano, em Mariana (a 115 km de Belo Horizonte), serão transferidas do local "por medida de segurança" por causa de obras que serão realizadas em um dique pela Samarco, mineradora responsável por essa barragem e por duas que romperam na semana passada

Em nota divulgada nesta quarta-feira, o governo do Estado de Minas afirmou que o realocamento das famílias "é uma medida de prevenção, que visa garantir a segurança dos moradores".

O presidente de Samarco, Ricardo Vescovi, afirmou que há bombeiros reparando uma das paredes da barragem de Germano. "As estruturas estão sendo estabilizadas, mas é preciso reforçar a segurança de uma das paredes. Isso está sendo realizado com o apoio dos bombeiros para garantir a segurança das pessoas", afirmou Vescovi.

A Samarco informou que deu início hoje a obras na barragem de Germano, a maior da unidade da empresa em Mariana, "as quais vão proporcionar maior grau de estabilidade, mitigando efeitos decorrentes do rompimento e prevenindo eventuais problemas futuros".

Por causa das intervenções, o Corpo de Bombeiros mudou o planejamento das buscas, deslocando as equipes para as regiões mais altas de Bento Rodrigues e intensificando os trabalhos feitos com helicópteros.

"Replanejamos as ações para minimizar o risco em caso de rompimento", afirmou por telefone o coordenador das operações do Corpo de Bombeiros em Mariana, major Rubem Cruz.

Os bombeiros alertam os moradores para que não voltem à região do rompimento das barragens do Fundão e Santarém "até que todos os procedimentos de segurança estejam concluídos". A Polícia Militar bloqueou na manhã de hoje o acesso ao subdistrito de Bento Rodrigues.

Boatos sobre novo rompimento

O governo do Estado divulgou hoje um comunicado negando que tivesse ocorrido um novo rompimento de barragem, desta vez na de Germano. Na manhã de hoje, a população ficou assustada por causa de rumores sobre fissuras e até rompimento dessa barragem.

"Estão circulando alguns boatos, especialmente nas redes sociais, a respeito da instabilidade da barragem de Germano. A Samarco reitera que todos os seus mecanismos de controle não apontam qualquer indício de abalo na estrutura", informou a Samarco em nota.

 
 

Mais Cotidiano