Ibama fecha zoológico do Rio devido a más condições de funcionamento

Do UOL, no Rio

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) suspendeu nesta quinta-feira (14) o acesso de visitantes ao Zoológico do Rio de Janeiro devido às más condições de funcionamento do local. Responsável pela Fundação RioZoo, que administra o local, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente receberá ainda uma multa diária de R$ 1.000 "até que o órgão efetive a adequação ambiental do parque".

De acordo com a instituição, o zoológico hoje não tem mais condições de receber o público. "Na situação em que se encontra, o Zoológico do Rio não cumpre nem mais seu papel de educação ambiental", disse o chefe do Núcleo de Fiscalização do Ibama no Rio de Janeiro, Vinícius Modesto de Oliveira. "A visitação ao parque não é mais uma experiência positiva para as crianças ou a população em geral."

Com o embargo, o zoológico ficará fechado para a visitação, mas a RioZoo deverá continuar realizando a manutenção do local até as irregularidades serem sanadas. Isso inclui "manter os animais com alimentação adequada, em recintos limpos e ambientalmente enriquecidos que favoreçam a manifestação do comportamento característico de cada espécie".

Em outubro, a reportagem do UOL visitou o zoológico. Além de frustrar os visitantes devido à ausência de animais, o parque, que já havia sido notificado diversas vezes pelo Ibama e pelo MPF (Ministério Público Federal) no Rio, em vistorias recentes, apresentava animais magros, locais de visitação fechados ou vazios e grades enferrujadas.

Em setembro, o MPF chegou a impetrar uma ação civil pública para exigir que a Prefeitura do Rio reformasse o espaço, por entender que ele não atende a legislação que regulamenta a manutenção de animais em cativeiro no Brasil.

Fundado em 1888, o zoológico carioca é o mais antigo do país e passou pela última grande reforma há 22 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos