Prefeito de Santa Inês (MA) é preso acusado de estuprar garota de 18 anos

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Divulgação

    O prefeito de Santa Inês (MA), José de Ribamar Costa Alves (PSB)

    O prefeito de Santa Inês (MA), José de Ribamar Costa Alves (PSB)

O prefeito de Santa Inês (MA), José de Ribamar Costa Alves (PSB), 61, foi preso em flagrante, nesta sexta-feira (29), acusado de estuprar uma jovem de 18 anos em um motel na noite desta quinta-feira (28). Segundo a SSP-MA (Secretaria de Segurança Pública do Maranhão), Alves deverá ser transferido para uma unidade prisional do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

O nome da jovem é mantido em sigilo para preservar a identidade ela. Anteriormente, a polícia havia informado que a jovem seria menor de 18 anos, mas a idade dela foi confirmada pelo delegado Rafael Reis, durante coletiva nesta tarde, em São Luís.

O prefeito prestou depoimento na sede da SSP e negou a acusação. Pela manhã, Alves foi detido pelo delegado Rafael Reis e conduzido para São Luís em um helicóptero do GTA (Grupo Tático Aéreo).

Segundo o delegado Rafael Reis, a jovem contou que teria ido à casa do prefeito vender livros, mas ele teria a chamando para fazer um passeio de carro para depois comprar o material. Durante o passeio, o acusado teria entrado num motel da cidade, mesmo com a negativa da jovem.

"Ela contou que foi até a casa do prefeito vender livros e ele a convidou para um passeio, com a desculpa de que iria comprar os livros após o passeio. Dentro do carro, ele abordou ela e entrou direto em um motel", disse Reis. Em depoimento à polícia, a mulher contou que vende livros para pagar os estudos e há algum tempo observou que estava sendo assediada pelo prefeito.

O prefeito foi autuado em flagrante por crime de estupro, de acordo com o artigo 213 do Código Penal. Em caso de condenação, ele poderá ficar preso de seis a dez anos.

Outro lado

O advogado do prefeito, Ronaldo Ribeiro, afirmou que o cliente dele contou que manteve relações sexuais com uma jovem, de forma consensual, negando o estupro.

A jovem teria ido à casa do prefeito vender livros para a prefeitura, e, depois de conversarem acabaram tendo relação sexual. Entretanto, segundo o advogado, a mulher saiu da casa do prefeito e foi à delegacia mentir dizendo que foi estuprada. A polícia afirmou que a jovem se submeteu a exame de corpo de delito e a conjunção carnal foi comprovada.

Biografia

Alves é casado, é médico cardiologista e já foi deputado federal entre os anos de 2003 e 2012 pelo PSB.

Em 2013, Alves foi acusado de assediar sexualmente a juíza da 2ª Vara de Santa Inês, Larissa Tupinambá Castro, durante uma oitiva no fórum da cidade sobre questões da prefeitura. Segundo a AMMA (Associação dos Magistrados do Maranhão), o prefeito teria "ultrapassando todos os limites da ética e da moralidade, assediou a magistrada e, em seguida, segurando-a, à força, desferiu-lhe um beijo, tendo sido imediatamente repelido".

À época, o prefeito negou a acusação e afirmou, em nota, que tratou a magistrada "com cordialidade e respeito". "Em momento algum, me insinuei muito menos em seu gabinete, como afirma a nota açodada e evidentemente corporativa da Associação dos Magistrados do Maranhão, que sequer considera que o crime de assédio sexual pressupõe uma relação de hierarquia entre os envolvidos, o que não existe neste caso", defendeu-se.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos