'Rio 50ºC': cidade tem maior temperatura do ano e calor divide turistas

Do UOL, no Rio

  • Paula Bianchi/UOL

    A jornalista holandesa Cherizh Wirabangza, 28, e o estudante sueco Emil Astradsson, 24, aproveitam o dia de calor intenso na praia de Ipanema, na zona sul do Rio

    A jornalista holandesa Cherizh Wirabangza, 28, e o estudante sueco Emil Astradsson, 24, aproveitam o dia de calor intenso na praia de Ipanema, na zona sul do Rio

Os mais de 40ºC e a sensação térmica que beira os 50ºC dividem os turistas e cariocas que aproveitavam a praia no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (10) de Cinzas: às 12h30, de acordo com o Alerta Rio, os termômetros da Estação de Guaratiba marcavam 41,3ºC, com sensação térmica superior a 45ºC, temperatura mais alta na capital fluminense até então.

Enquanto alguns veem o calor como um suplício, outros planejam aproveitar até o último raio de sol. É o caso do sueco Emil Astradsson, 24, que deixou seu país há duas semanas com os termômetros marcando -20ºC. "O calor é a melhor parte. À noite é ainda melhor, você nunca precisa se agasalhar", diz ele, que passeava por Ipanema em pleno sol do meio-dia.

A jornalista holandesa Cherizh Wirabangza, 28, também é fã das altas temperaturas. "Ouvi muita gente reclamando, mas eu gosto. É bom entrar no mar e poder se refrescar. Na minha cidade natal o tempo está chuvoso e frio."

Já para o estudante de gastronomia guatemalteco Thair Shamoon, 24, que mora na cidade há um ano, os últimos dias tem sido difíceis. Segundo ele, na Cidade da Guatemala, sua cidade natal, os termômetros não costumam ultrapassar os 26º, 27ºC. "Nunca me acostumo com o calor."

A brasiliense Larissa Leite, 22, que se escondia do sol com a canga, também preferia ter encontrado um tempo mais ameno. "Está quente demais. Fico feliz de que não choveu, mas em Brasília nunca faz tanto calor."

De acordo com o Inment (Instituto Nacional de Meteorologia), o forte calor se deve a uma "situação de bloqueio". As frentes frias que estão sobre o sul do país não conseguem chegar ao Estado, e a massa de ar seco que está "estacionada" sobre a cidade aumenta as temperaturas.

A partir de amanhã a temperatura deve começar a baixar com a chegada de uma frente fria. A temperatura, segundo o Inmet, deve ficar entre 31º e 32º.

Segundo meteorologistas, esse verão deve terminar como um dos mais quentes de todos os tempos no Brasil, com as temperaturas ultrapassando facilmente os 40ºC por vários dias seguidos nos locais tradicionalmente mais quentes, como Rio de Janeiro, Piauí e Tocantins. A previsão é de que os termômetros registrem calor até 4ºC acima da média.

Pela primeira vez, registra-se uma combinação inédita: a elevação da temperatura média do planeta por conta do aquecimento global e um fenômeno El Niño muito intenso. De acordo com especialistas, o mundo já está 0,8ºC mais quente por conta do aquecimento global provocado pela ação humana. Segundo as Nações Unidas, 2015 foi o ano mais quente já registrado. (com Agência Brasil)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos