Polícia tenta identificar motorista que atropelou skatistas na rua Augusta; vítima segue internada

Do UOL, em São Paulo

Um dos rapazes atropelado pelo motorista que avançou na manhã deste domingo (25) sobre um grupo de skatistas que descia a rua Augusta, na região central de São Paulo, permanece internado no pronto-socorro da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, na Vila Buarque, região central. A polícia tenta identificar o suspeito, que fugiu sem prestar socorro.

Segundo boletim de ocorrência registrado no 78º DP, dos Jardins, o rapaz de 30 anos pode ter fraturado a perna. Ele também passará por exames no IML (Instituto Médico-Legal). A reportagem do UOL telefonou para a assessoria de imprensa do hospital, mas não conseguiu contato para saber informações do estado de saúde do skatista.

Outro jovem, de 20 anos, também ficou ferido. Ele foi levado ao Pronto-Socorro Municipal da Lapa, recebeu atendimento médico e foi liberado.

Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo
As comemorações do Dia do Skate começaram na avenida Paulista. Os skatistas seguiram pela rua Augusta, onde o atropelamento aconteceu

No local, o Corpo de Bombeiros foi chamado e prestou atendimento a três homens. A SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo não informou os nomes das vítimas.

O motorista avançou seu Eco Sport preto contra o grupo de skatistas na rua Augusta, na altura da rua Marquês de Paranaguá e até a esquina com a rua Dona Antônia de Queiróz, por volta das 10h. A via estava fechada para veículos das 9h20 às 11h e agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) acompanhavam a movimentação dos skatistas e ordenavam o trânsito das ruas transversais. 

"O carro veio arrastando os skatistas. Tinha gente em cima do capô. Eles começaram a gritar, jogar skate. Quando chegou aqui em cima, os vidros já estavam quebrados. O veículo ficou estragado", diz Edgar Victor, 42, atendente de uma lanchonete no local.

O grupo participava do Dia do Skate, cujo evento no Facebook tinha mais de 5.000 presenças confirmadas. A confraternização começou na avenida Paulista, seguiu em direção à praça Roosevelt até o Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo. 

O caso foi registrado no 78º DP (Departamento de Polícia), mas ficará a cargo do 4º DP, da Consolação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos