PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Letreiro com "Socorro, assalto" pode se tornar obrigatório em ônibus

Avener Prado/Folhapress
Imagem: Avener Prado/Folhapress

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL

30/08/2017 17h11

Um projeto de lei apresentado na última semana à Câmara dos Deputados pode obrigar ônibus urbanos a exibirem avisos de assalto. Os veículos iriam chamar atenção da polícia com a frase “Socorro, assalto” no letreiro.

Apresentado na última quinta-feira (24) pelo deputado federal Covatti Filho (PP/RS), o projeto nº 8387/17 quer que todas as empresas de transporte rodoviário coletivo urbano e de caráter urbano tenham um dispositivo de aviso de assalto.

Acionado pelo motorista ou pelo cobrador em situações de assalto, o letreiro frontal dos veículos mostrariam a mensagem “Socorro, assalto”.

"Quando o ônibus está andando, os ladrões se aproveitam do movimento para cometer seus atos e render os passageiros", afirma o autor da PL, em entrevista ao UOL. "Este aviso pode oferecer mais segurança ao motorista, ao cobrador e aos passageiros."

Segundo a proposta, as empresas teriam até seis meses depois que a lei entrasse em vigor para fazer as mudanças necessárias em seus veículos. "O projeto pode ser resolvido com mudanças bem simples no ônibus, isso facilita a sua aplicação", argumenta o deputado.

De acordo com Covatti Filho, a ideia veio de um vereador de uma pequena cidade do Rio Grande do Sul. "Tenho um mandato muito aberto, esse vereador, ao ver tantas notícias de assalto, teve a ideia e nos propôs", relata o deputado. "Nós compramos a ideia."

Cotidiano