Polícia identifica traficante socorrido após sequestro de médico na Maré

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

A Polícia Civil do Rio identificou nesta quarta-feira (18) o traficante socorrido em uma ambulância da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Maré, na zona norte da cidade, após o sequestro de um médico da unidade. Segundo o delegado da 21ª DP, de Bonsucesso, Wellington Vieira, o homem é Renan Henrique Barbosa Campos, gerente do tráfico na Vila do João.

Segundo a polícia, por volta de 2h45 do último domingo, cerca de 50 criminosos armados invadiram a unidade de saúde e exigiram que a equipe médica atendesse o homem alvejado.

Como não havia estrutura necessária, os traficantes renderam o motorista de uma ambulância e usaram o veículo para fazer a transferência do suspeito até a clínica na baixada. O médico foi obrigado a ir junto. A localização da unidade de saúde ainda é investigada.

Cerca de seis horas depois, o profissional de saúde, que não teve a identidade divulgada, foi liberado e retornou para casa. A ambulância foi devolvida à UPA na manhã de domingo.

A polícia tem as imagens das câmeras de segurança da unidade de saúde que flagraram a ação. No vídeo, aparecem homens fortemente armados, com fuzis e pistolas, acompanhando uma pessoa gravemente ferida em uma maca. 

O traficante ferido seria um dos homens de confiança de Thiago da Silva Folly, o TH, um dos líderes da facção TCP (Terceiro Comando Puro) e chefe do tráfico de drogas na maior parte do Complexo da Maré. O nome de TH chegou a ser cogitado como o ferido que recebeu o atendimento.

"Estamos isolando a imagem de cada bandido que aparece no vídeo e comparando com o nosso banco de imagens para identificar cada um deles", afirmou o delegado.

A 21ª DP trabalha para elucidar as circunstâncias e o local exato da clínica para onde o traficante foi levado --a polícia chegou a supor que se tratava de um "hospital clandestino" do tráfico. Por enquanto, sabe-se apenas que as instalações ficam na Baixada Fluminense.

Na noite de sábado (14), um traficante teria sido atingido durante troca de tiros com policiais militares do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas na avenida Brasil, na altura de Bonsucesso, na zona norte. Na ocasião, um fuzil abandonado por criminosos foi recolhido pela PM. A arma contém a inscrição "Tropa do TH".

Estefan Radovicz/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
Fuzil deixado pelos traficantes durante a movimentação pelo Complexo da Maré

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos