Estudante tenta esfaquear professor no Piauí após ser flagrada colando em prova

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Filipe Redondo/Folhapress

Uma estudante tentou esfaquear um professor dentro de sala de aula, na noite de quinta-feira (30), na Escola Municipal Cristina Evangelista, localizada no bairro Três Andares, na zona sul de Teresina (PI). O professor foi atingido por um golpe na mão. Alunos contiveram a estudante e a direção acionou a polícia.

Segundo a Semec (Secretaria Municipal de Educação), na noite anterior, a estudante, que cursa o EJA (Educação de Jovens e Adultos), foi flagrada colando e foi proibida pelo professor de continuar a responder a prova. Insatisfeita, no dia seguinte, ela foi armada com uma faca peixeira para escola e atacou o professor dentro da sala de aula.

Colegas de sala contiveram a aluna. Na tentativa de se defender dos golpes, o professor teve um corte na mão, mas seu estado de saúde é bom. Ele foi medicado e está em casa.

Os nomes da aluna e do professor estão mantidos em sigilo pela Semec. A estudante é maior de 18 anos, mas a família dela foi chamada à escola e já foi informada que deverá ser transferida nos próximos dias para outra unidade escolar. A aluna recebeu uma advertência com suspensão das aulas. O tempo que ela ficará afastada não foi informado.

Por questão de segurança, o professor será também transferido de escola, uma vez que a estudante afirmou que iria matá-lo quando o encontrasse novamente. A secretaria informou que o professor está, temporariamente, afastado das atividades por estar bastante abalado. "Quando ele voltar às atividades já vai ser em uma nova escola", disse a secretaria.

O professor registrou Boletim de Ocorrência na delegacia do bairro, mas decidiu que não vai prosseguir com a ação tampouco ofertar queixa-crime à Justiça. Segundo a Semec, ele afirmou que, como a escola fica localizada em uma comunidade, tem medo de represálias.

A secretaria informou que a estudante prestou depoimento, nesta sexta-feira (1º), e foi liberada.

Uma equipe de assistentes sociais da Semec está atendendo o professor e a equipe escolar, além de dialogar com a estudante e família. Em nota, a secretaria destaca que repudia qualquer tipo de violência dentro e fora das escolas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos