Idoso é flagrado por pai de aluna dirigindo van escolar pelado em SP; assista

Jéssica Nascimento

Colaboração para o UOL

Um vídeo, que circula nas redes rociais, mostra um motorista de van escolar trabalhando pelado. O caso ocorreu na zona rural de Batatais, cidade do interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, o homem que tem 63 anos vai responder pela prática de atos obscenos.

O nome do idoso não foi revelado. Segundo o boletim de ocorrência, ao qual o UOL teve acesso, três alunas que faziam o trajeto com o homem diariamente disseram que a prática era comum. Segundo elas, além de se masturbar, O.A.C também pedia permissão para tocar no corpo delas.

Leia mais:

O vídeo foi gravado na última terça-feira (29) pelo pai de uma das estudantes, por volta de 23h45. A reportagem não conseguiu contato com o autor das imagens. Segundo a polícia, após a filha informar por telefone o ocorrido, o pai decidiu esperá-la em frente de casa e registrou o crime. Nas imagens, é possível perceber que o motorista está completamente nu e conversa normalmente, informando sobre horários de funcionamento do transporte nos dias seguintes.

Todos os envolvidos foram ouvidos na delegacia de Batatais, inclusive o motorista. Ele foi indiciado e vai responder ao processo em liberdade. Caso seja condenado, pode pegar de três meses a 1 ano de cadeia, ou pagar uma multa.

Contrato encerrado

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação de Batatais informou ao UOL que o contrato com o motorista, que era terceirizado, foi rompido e que todas as providências cabíveis já foram tomadas.

O secretário interino, Professor Victor Hugo Junqueira, disse que foi pessoalmente, junto com o coordenador do Transporte, José Leandro Meneghelli e apoio da Guarda Municipal, até as fazendas onde moram as vítimas e as acompanhou até a delegacia da cidade para o registro da ocorrência.

"Já nas primeiras horas dessa quarta-feira (30) a Secretaria requereu o rompimento do contrato com o prestador de serviço e a aplicação das penalidades previstas no contrato. O referido motorista já não estará a partir dessa data realizando o transporte de alunos, sendo substituído por veículo e motorista da própria Prefeitura até que os procedimento administrativos sejam tomados."

A Secretaria de Educação também disse que se solidariza com as vítimas e espera agora que as autoridades policiais e do Poder Judiciário tomem as demais providências legais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos