Topo

Bombeiro salva a mulher e morre atropelado por motoqueiro embriagado em MS

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2019-01-14T17:44:28

14/01/2019 17h44

O cabo Edivaldo Alcides Benite, 42, do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, salvou a esposa, Rosimeire Jesus Silva Benite, de ser atropelada por uma motocicleta, mas não conseguiu escapar do impacto e morreu no local. O acidente aconteceu na noite do último sábado (12), na avenida Clodoaldo Garcia, no bairro Santos Dumont, em Três Lagoas (MS). 

Edivaldo e Rosimeire passeavam e, enquanto se preparavam para atravessar a avenida, notaram uma motocicleta em alta velocidade. Segundo o Corpo de Bombeiros, Edivaldo, num impulso, afastou a esposa da trajetória da moto por meio de um empurrão e acabou sendo atropelado.

Segundo a Polícia Civil, a esposa de Edivaldo sofreu escoriações em seu corpo, mas passa bem. Também ferido no acidente, o condutor da motocicleta, Ricardo dos Santos Veríssimo, 43, foi encaminhado ao hospital junto com Rosimeire.

Ainda segundo a polícia, Veríssimo tinha a carteira de habilitação vencida, apresentava sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro. O policial militar que atendia à ocorrência emitiu um laudo de constatação de embriaguez -- Veríssimo teria confessado o consumo de bebida alcoolica.

Ao UOL, o delegado da 2ª Delegacia de Polícia de Três Lagoas, Roberto Guimarães, afirmou que o condutor da motocicleta será julgado por homicídio culposo e embriaguez ao volante. Ele já foi encaminhado ao presídio. Entre esta segunda (14) e terça (15) será realizada a audiência de custódia.

Mais Cotidiano