Topo

Rio: teto de túnel desaba e atinge ônibus; cidade entra em estágio de crise

Gabriel Sabóia e Marcela Lemos

Do UOL e colaboração para o UOL, no Rio

17/05/2019 12h43Atualizada em 17/05/2019 19h28

Um deslizamento de terra provocou no começo da tarde de hoje a queda de parte da estrutura do teto do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, que liga as zonas sul e oeste do Rio de Janeiro, no bairro da Gávea. Um ônibus foi atingido pela queda da estrutura e, segundo o Corpo de Bombeiros, ninguém se feriu. Os dois sentidos da via estão interditados.

Uma chuva intensa atinge a cidade desde o início da madrugada e, às 12h30, a prefeitura decretou estágio de crise em razão do prejuízo da mobilidade após o desabamento do teto do túnel. A classificação é a mais grave em uma escala de três que também contempla os estágios de normalidade e de atenção.

Às 13h, o congestionamento chegou a 113 km na capital -- às 17h, a cidade tinha 183 km de engarrafamentos. Segundo o COR (Centro de Operações Rio), o número corresponde à média dos dias úteis no horário.

O prefeito Marcelo Crivella (PRB) pediu que moradores das zonas sul e oeste evitem sair de casa. Após mais uma interdição de 24 horas, a Prefeitura do Rio informou que Avenida Niemeyer foi reaberta nos dois sentidos.

Teto de túnel desaba na zona sul do Rio

UOL Notícias

O metrô é o meio de transporte mais indicado no momento. Para acessar a zona oeste, o motorista deve priorizar a linha Amarela. O Alto da Boavista e o Horto também podem ser usados como vias alternativas.

O Túnel Rebouças, que também concentra grande tráfego de veículos, chegou a ser interditado no sentido Lagoa por causa de um acidente na manhã de hoje. Por volta das 14h, ele já havia sido liberado.

Às 17h30, as equipes da prefeitura conseguiram retirar o ônibus atingido no desabamento. Segundo funcionários presentes no local, agora o trabalho será focado em cortar as vigas atingidas pelo deslizamento de terra para facilitar sua remoção.

Uma tentativa de remoção das vigas com um guindaste deu um susto nas pessoas que acompanham os trabalhos. Por conta de um erro de cálculo, houve um tremor na estrutura que sustenta a iluminação do túnel. O incidente provocou uma correria no local.

Equipes da Defesa Civil fazem uma vistoria no edifício do Minhocão, que fica sobre o túnel, para avaliar possíveis danos na estrutura. Os moradores não foram retirados de seus apartamentos.

Em vídeo publicado nas suas redes sociais, Crivella também recomendou aos servidores municipais que interrompam suas atividades mais cedo. De acordo com ele, os trabalhos de escoramento e retirada de entulho já foram iniciados.

O túnel acústico faz parte do sistema Zuzu Angel. Além de conectar as zonas sul e oeste do Rio, a região concentra universidades, como a PUC Rio (Pontifícia Universidade Católica), e a Rocinha, uma das maiores comunidades cariocas. O Zuzu Angel também passou toda a tarde interditado, mas teve a circulação liberada no sentido Lagoa às 17h46, segundo o COR.

Com 550 m de extensão, o túnel acústico fica a pouco mais de 1,5 km do acesso à Rocinha. O nome do túnel é uma homenagem ao filho da atriz Cissa Guimarães, que morreu em 20 de julho de 2010. Rafael Mascarenhas foi atropelado dentro do túnel, que estava fechado para manutenção. Ele tinha entrado no local para andar de skate.

Metrô até 2h e previsão de mais chuva

Por conta dos transtornos causados pelas interdições, as linhas 1, 2 e 4 do metrô terão o horário de funcionamento ampliado hoje. Segundo a concessionária MetrôRio, os trens vão circular até as 2h de sábado (18).

A previsão é que a chuva permaneça durante o fim de semana. Ainda hoje, houve registro de rajada de vento moderado na estação Forte de Copacabana (48,2km), de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). De acordo com a Marinha do Brasil, ondas de até 2,5 m podem atingir a orla até as 21h desta sexta-feira.

Segundo o Sistema Alerta Rio, na última hora, a região onde mais choveu foi em Sepetiba e Santa Cruz, na zona oeste da cidade. Os dois pontos acumularam 41 mm e 22,6 mm de chuva.

A concessionária Rio Galeão e a Infraero informam que os aeroportos Internacional Antônio Carlos Jobim, o Galeão, e Santos
Dumont operam com o auxílio de instrumentos, para pousos e decolagens. Até as 11h, os 34 voos programados transcorreram normalmente, sem atrasos e/ou cancelamentos. No Santos Dumont, dos 52 voos previstos, houve seis atrasos e oito cancelamentos.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado, a via se chama Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, e não Gabriel Mascarenhas.

Mais Cotidiano