Topo

Fortaleza: prédio de faculdade é interditado por fissura e queda de rebocos

Blocos da UniAteneu se encostam; prédio da faculdade foi interditado - Reprodução/Redes sociais
Blocos da UniAteneu se encostam; prédio da faculdade foi interditado Imagem: Reprodução/Redes sociais

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

18/10/2019 20h38Atualizada em 18/10/2019 21h58

Um dos prédios da faculdade particular UniAteneu, localizada no bairro Messejana, em Fortaleza, foi interditado na tarde de hoje pela Defesa Civil Municipal depois que foram constatadas "fissura" e queda de parte de reboco, após uma possível movimentação de blocos da edificação.

Uma foto compartilhada em redes sociais mostra dois blocos encostados um no outro e a lateral de um deles avariada. Imagens sobre supostos problemas na edificação começaram a circular na manhã de hoje em redes sociais.

A interdição do prédio ocorre três dias depois do desabamento do edifício residencial Andrea, localizado no bairro Dionísio Torres. Ao menos sete pessoas morreram.

No bloco interditado funcionam a sala de estudos e a coordenação da faculdade. A Defesa Civil afirmou que o prédio não corre risco de desabamento. Os dois prédios, ainda de acordo com a Defesa Civil, sofreram dilatação e o afastamento dos blocos, que ficaram com espaço maior, fez as edificações se encostarem.

Apesar de não haver riscos de desabamento, a interdição ocorreu porque técnicos observaram uma fissura e a queda de partes do reboco lateral, que precisam ser reparados. Os demais blocos da faculdade não apresentaram problemas e estão liberados para circulação de pessoas.

A faculdade negou que o prédio esteja com problemas e afirmou em nota que "são falsas as informações sobre qualquer tombamento ou risco de, em qualquer uma de nossas estruturas".

De acordo com a UniAteneu, a edificação tem menos de cinco anos de construção e está em "manutenção preventiva em andamento e de característica não estrutural."

"A execução da obra foi realizada por firma de engenharia devidamente registrada no CREA [Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura], com Atestado de Responsabilidade Técnica e com 20 anos de experiência na área", afirma a instituição, destacando que tem outros documentos que atestam a legalidade da obra.

A Defesa Civil de Fortaleza deu o prazo de 72 horas para a faculdade apresentar a documentação da obra, como a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), alvará, projeto da reforma e Certificado do Corpo de Bombeiros. O prédio interditado está lacrado e a circulação de pessoas não é permitida.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cotidiano