PUBLICIDADE
Topo

Deputado faz piada com vídeo de Papai Noel deficiente, apaga e se desculpa

Alysson Lima (Republicanos) alegou ter publicado imagens diante da reação das crianças frente a um Papai Noel que fugia de estereótipo; reação nas redes sociais foi negativa diante da ação filantrópica de Cesar Adriany David (foto) em SC - Reprodução
Alysson Lima (Republicanos) alegou ter publicado imagens diante da reação das crianças frente a um Papai Noel que fugia de estereótipo; reação nas redes sociais foi negativa diante da ação filantrópica de Cesar Adriany David (foto) em SC Imagem: Reprodução

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

12/12/2019 14h41Atualizada em 12/12/2019 15h46

Resumo da notícia

  • Alysson Lima, do Republicanos, em GO, publicou vídeo de Papai Noel em ação de Natal para crianças, que reagiram amedrontadas
  • Público nas redes sociais reagiu com críticas à publicação, supostamente por piada com deficiência do protagonista do vídeo
  • Lima pediu desculpas e disse que intenção era brincar com Papai Noel que fugia de esteótipos; além disso, apagou postagens
  • Na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, polêmica valeu manifestação de repúdio de deputado estadual

A publicação de um vídeo nas redes sociais fez com que o deputado estadual Alysson Lima (Republicanos), de Goiás, fosse alvo de diversas críticas. Na postagem, um homem vestido de Papai Noel entra em uma sala de aula de crianças, mas os alunos reagem de maneira assustada.

O vídeo foi publicado por Alysson na última sexta-feira. A legenda dizia que "crianças ingratas não aceitam qualquer Papai Noel". No entanto, o post foi alvo de muitos comentários negativos, especialmente porque o Papai Noel em questão é deficiente físico - trata-se de Cesar Adriany David, de 43 anos, aposentado morador da cidade de Garuva, em Santa Catarina.

O vídeo acabou apagado das redes sociais. Em contato por telefone com o UOL, Alysson Lima reconheceu o erro pela publicação e pediu desculpas.

"Na semana passada, recebi esses vídeos pelo WhatsApp. Vieram carregados com tom de brincadeira - não de a pessoa ser deficiente, mas pelo fato de fugir do padrão de ser gordinho, barba branca, e pelas pessoas terem ficado assustadas. Postei na sexta-feira passada no Instagram e no Facebook. Todo mundo brincando. Mas não tinha visto nenhum conteúdo um pouco mais agressivo. Vi que tinha pessoas falando que era uma ação filantrópica", explicou Alysson.

"Eu estava em viagem (ontem). Quando cheguei a Goiânia, minha assessora me ligando desesperada, porque se tratava de uma pessoa que faz em caráter filantrópico, e (avisando) que tinha dado uma repercussão muito negativa. Imediatamente tirei o vídeo do ar", acrescentou.

À reportagem, o deputado goiano afirmou que sua assessoria entrou em contato com Cesar para se desculpar. "Reconheço o erro. Não deveria ter publicado sem conhecer todo o conteúdo", disse Alysson, que divulgou um vídeo à imprensa com seu pedido de desculpas (abaixo). "Até estava avaliando se deveria colocar nas minhas redes. Esses dias, estava em uma correria muito grande por causa da CPI da Enel, mas a tendência é colocar", avisou.

Repúdio em SC

A manifestação de Alysson Lima ganhou uma manifestação de repúdio ontem na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Em discurso, o deputado Fernando Krelling (MDB) se sensibilizou à apresentação de Cesar, e chamou de "maldade" a postagem de Alysson Lima.

"Esse Papai Noel, ele mora lá em Joinville, no bairro de Pirabeiraba, e é irmão do prefeito de Garuva. O Cesar tem 43 anos e é aposentado porque é deficiente intelectual e físico. O Cesar, depois que se aposentou, todos os anos ele pega seu salário e compra cestas básicas. Além disso, em todo o Natal, consegue com parceiros mais de 1000, 1500 brinquedos. Vai nas escolas, locais de vulnerabilidade social, de forma querida e carismática, e distribui brinquedos para essas crianças", disse Krelling, que criticou a publicação de vídeo com o intuito de caçar likes.

"Gostaria de dizer ao deputado Alysson que a rede social virou uma ferramenta para os lados positivo e negativo. Hoje. um parlamentar se sujeitar a isso, expor uma pessoa dessa forma, causando transtornos... Hoje, o Cesar conseguiu fazer de um limão uma limonada, mas durante dias ele virou motivo de gozação na cidade de Garuva. Ficou uma situação muito chata", completou.

Prefeito (e irmão) diz que cidade respondeu positivamente

A reportagem entrou em contato com o prefeito de Garuva, Rodrigo Adriany David (MDB), que é irmão de Cesar. Por mensagem de celular, Rodrigo lamentou a publicação feita por Alysson e fez elogios as ações do irmão - que não soube imediatamente da publicação do vídeo.

"Não acreditei que um parlamentar pudesse ter uma atitude desta sem ao menos conhecer a pessoa que o Cesar é, conhecido pela grande maioria da população, principalmente por arrecadar cestas básicas para as famílias carentes e realizar esse trabalho voluntário, onde ele mesmo arrecada brinquedos pAra fazer a entrega durante o período de Natal", disse, indo além.

"De imediato, preferimos não contar ao César porque não saberíamos qual seria a reação dele. Acabou que o vídeo se disseminou pelo município e tomou grande repercussão, inclusive na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, através do deputado Fernando Krelling, que é amigo de infância e cresceu junto com o Cesar. Felizmente, as pessoas estão ligando para ele e apoiando a causa."

Ainda segundo Rodrigo, a resposta positiva da população da cidade acabou mudando os rumos da situação. Hoje, Cesar se mostrou feliz e recebeu ofertas de ajuda para suas ações.

"Apesar de o Cesar ter ficado muito triste quando soube da publicação, depois que conversamos com ele e as pessoas da localidade começaram a ligar para ele para incentivar ele a continuar, ele acabou ficando mais feliz por essa demonstração de carinho das pessoas. Algumas pessoas da localidade estão procurando ele para ajudá-lo e para que ele possa continuar o trabalho voluntário que ele faz com tanto amor", acrescentou.

Em nota oficial, o gabinete do prefeito de Garuva também repudiou a postagem feita em Goiás e classificou a atitude como "lamentável".

Confira a nota oficial do prefeito de Garuva:

"O Prefeito de Garuva, Dr. Rodrigo Adriany David, vem através desta, repudiar o ato do deputado estadual de Goiás Alysson Lima, onde realizou a exposição do seu irmão, Cesar Adriany David, de 43 anos, que possui deficiência intelectual e física, em sua conta oficial na rede social Facebook, zombando das características físicas do mesmo."

"Cesar realiza trabalho voluntário como Papai Noel aqui no nosso município e faz esse trabalho sem nenhum custo para qualquer pessoa, onde arrecada valores, brinquedos e doces, e inclusive disponibiliza inclusive parte do seu salário de aposentadoria para a compra de brinquedos e guloseimas para realizar a entrega as crianças em vulnerabilidade social."

"O deputado realizou a postagem com cunho difamatório, sem nem ao menos saber do que se tratava, zombando da condição física de uma pessoa com necessidades especiais. Considerado lamentável a atitude do Deputado."

"Atenciosamente,"

"Rodrigo Adriany David"

Ouça o podcast Ficha Criminal (https://noticias.uol.com.br/podcast/ficha-criminal/), com as histórias dos criminosos que marcaram época no Brasil.

Este e outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Papai Noel dos Correios começa a entregar presentes; veja como doar

TV Jornal

Cotidiano