PUBLICIDADE
Topo

Boatos levam Anvisa a negar caso de coronavírus em navio no porto de Santos

Trabalhador do navio KM Singapore usando máscara e luvas levantou suspeitas dos estivadores - Sindestiva
Trabalhador do navio KM Singapore usando máscara e luvas levantou suspeitas dos estivadores Imagem: Sindestiva

Glauco Braga

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

26/01/2020 19h12

Foi preciso a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) inspecionar e descartar a existência do coronavírus entre tripulantes do navio KM Singapore, no Terminal Exportador do Guarujá (TEG), em São Paulo, para estancar um princípio de pânico entre estivadores.

Na madrugada deste domingo, um dos diretores do Sindicato dos Estivadores (Sindestiva), que estava junto à equipe de trabalhadores, subiu no KM Singapore e ficou assustado.

No convés, havia pessoas usando máscaras e luvas. A tripulação de origem asiática tinha aparência pouco saudável e funcionários com sintomas como espirros e tosse, segundo os estivadores.

Após questionamentos, os funcionários do TEG solicitaram que todos ficassem fora da embarcação e foi providenciado material de proteção para os trabalhadores brasileiros. O serviço acabou sendo realizado normalmente.

Um representante do TEG, de acordo com informações do Sindicato dos Estivadores, garantiu que o navio não apresentava perigo, pois estava vindo da Índia, estaria operando há três meses.

"Toda essa preocupação do Sindicato dos Estivadores vem com os decorrentes casos do Coronavírus, que surgiu na China, e vem se propagando por outros países", disse o presidente do sindicato, o Nei da Estiva.

Ele afirma: "Sabemos que nosso porto pode servir de entrada para esse vírus e esperamos que as autoridades responsáveis redobrem sua atenção e que haja um preparo maior para se lidar com possíveis situações de risco por todos os portos do Brasil".

As especulações sobre o navio se espalharam pelo litoral de São Paulo e levaram a Anvisa a divulgar a seguinte nota:

" Em atenção às especulações que se avolumam sobre o navio KM Singapore, sobretudo por meio das mídias sociais, o Posto Portuário da Anvisa em Santos-SP (PVAPAF-SANTOS) vem a público informar que não há quaisquer elementos que justifiquem preocupações em relação a esta embarcação ora atracado porto de Santos no que se refere ao coronavírus (2019-nCov). O navio não é procedente da China, fez suas últimas escalas em portos da África do Sul, Índia e Singapura. Não há qualquer tripulante doente, conforme atestou a fiscalização da Anvisa, que esteve a bordo e o próprio comandante da embarcação. O relatado uso de máscaras e luvas pelos tripulantes chineses deve-se às condições de trabalho exigidas, haja vista tratar-se de navio transportador de grãos".

Cotidiano