PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Esse conteúdo é antigo

Jornalista Luiz Maklouf morre aos 67 anos em São Paulo

O jornalista Luiz Maklouf, que morreu neste sábado (16) em São Paulo - Reprodução
O jornalista Luiz Maklouf, que morreu neste sábado (16) em São Paulo Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

16/05/2020 11h17Atualizada em 16/05/2020 12h41

O jornalista Luiz Maklouf Carvalho morreu hoje aos 67 anos em São Paulo. Ele tratava um câncer de pulmão. A informação foi confirmada por sua filha, a também jornalista Luiza Maklouf.

Maklouf era repórter do jornal O Estado de S. Paulo desde 2016. Ao longo de sua carreira, teve passagens por diversos veículos, como os jornais Resistência, Movimento, Folha de S.Paulo, Jornal do Brasil, Jornal da Tarde e também pelas revistas Época e Piauí.

Nascido em Belém, Maklouf se formou bacharel em direito pela UFPA (Universidade Federal do Pará). Desde 1983, morava em São Paulo.

Escreveu livros como "Mulheres que foram à luta armada" e "Já vi esse filme: reportagens e polêmicas sobre Lula e o PT (1885-2005)", obras que renderam a ele por duas vezes o prêmio Jabuti na categoria de livro-reportagem.

Sua obra mais recente foi lançada no ano passado: o livro "O cadete e o capitão: a vida de Jair Bolsonaro no quartel", que investiga o momento em que o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), decidiu trocar a carreira militar pela vida política (veja um vídeo sobre o livro mais abaixo).

A filha de Maklouf publicou, nas redes sociais, um texto em homenagem ao pai. Luiza lembrou que o pai foi militante, lutou contra a ditadura militar e começou "do zero" como repórter em São Paulo.

"Nenhum texto, ainda que eu ficasse dias aprimorando, jamais chegaria perto dos textos dele. Um gênio da escrita. O cara era do ramo. Deixa um legado para o nosso país, uma obra importante, 7 livros, centenas de reportagens. Um jornalista repórter investigativo dos poucos. Para mim e para muitos, o melhor", escreveu.

"A dor de te perder é imensa. Você queria viver, lutou tanto pra viver... Seu legado está aqui", disse ainda.

Também nas redes sociais, jornalistas lamentaram a morte de Maklouf.

Assista abaixo ao vídeo em que Maklouf explica o livro "O Cadete e o Capitão":

Cotidiano