PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
10 meses

Operação cumpre mandados contra suspeitos de tentar matar filha de bicheiro

Shanna Harouche Garcia Lopes, filha do bicheiro Waldomiro Paes Garcia, conhecido como Maninho - Reprodução/Facebook
Shanna Harouche Garcia Lopes, filha do bicheiro Waldomiro Paes Garcia, conhecido como Maninho Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

16/06/2020 08h40Atualizada em 16/06/2020 08h53

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, com apoio da Polícia Civil e da Polícia Militar, realiza hoje uma operação contra suspeitos de serem os autores e participarem do crime de tentativa de homicídio qualificado contra Shanna Harrouche Garcia Lopes, em outubro do ano passado, no estacionamento de um condomínio comercial da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Batizada de Sucessão, a ação cumpre 22 mandados de busca e apreensão em endereços ligados a 11 suspeitos investigados no inquérito policial sobre o caso.

Shanna é filha do contraventor Waldemir Paes Garcia, o Maninho, morto em 2004, e sobrinha de Alcebíades Paes Garcia, o Bid, também envolvido com o jogo do bicho e assassinado em fevereiro de 2020, numa série de crimes que somam ainda outras vítimas ligados a Shanna, como seu irmão Myro Garcia, o Myrinho, e seu ex-marido José Luiz de Barros Lopes, o Zé Personal.

De acordo com o MP, a operação busca recolher armas, munições e instrumentos utilizados na prática do crime ou destinados a fim delituoso, e também de aparelhos como telefones celulares, computadores, notebooks, HD's externos e pendrives, que serão analisados para esclarecer a tentativa de homicídio, com a identificação dos responsáveis.

Cotidiano