PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Dentista pede que mulher vista sacos de lixo para realizar cirurgia bucal

Esteticista precisou vestir sacos de lixo para realizar cirurgia - Reprodução/Facebook
Esteticista precisou vestir sacos de lixo para realizar cirurgia Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

25/06/2020 12h07

A esteticista Cristiane Boneta denunciou nas redes sociais que precisou a vestir sacos de lixo para fazer uma cirurgia bucal em uma clínica em Duque de Caxias, Rio de Janeiro.

Boneta afirmou no Instagram que os profissionais da clínica pediram que ela vestisse e enrolasse os cabelos com um saco de lixo. Uma técnica que acompanhou a cirurgia disse que os cabelos dela eram muito grandes para caber na touca.

"Ao entrar no consultório eu questionei o dentista sobre o saco de lixo e a reposta dele é que o saco estava limpo. Como precisava muito finalizar essa cirurgia, acabei me submetendo a essa situação", relatou Boneta.

CARTA ABERTA . Meu nome é Cristiane Boneta, sou esteticista trabalho com atendimento ao público desde minha infância e com saúde a 12 anos. Ontem me submeti a segunda parte da minha cirurgia de gengiva (Gengivoplastia). Devido a todas as circustância que estamos vivendo e com foco na biossegurança o que nos assegura a integridade do profissional e do paciente a minha integridade foi bruscamente violada. Realmente não sei definir se foi racismo ou descanso, mais como profissional da saúde certo eu sei que nao está. Escrevo esta carta aberta devido a grande repercussão que este caso está tendo, eu realmente não imaginava tamanha proporção de pessoas do Brasil e fora Brasil, não estou aqui para aparecer minha forma de me expor é outra, e o meu trabalho fala por mim, mas em respeito a toda solidariedade e apoio eu não posso me calar . Então ontem para fazer o procedimento da cirugia eu tive que vestir SACOS DE LIXO na cabeça (segunda a auxiliar: meu cabelo é muito grande e a touca não comporta ) e no corpo para proteger o profissional que iria me atender. Em um ato de desespero e a única arma que eu tenho é o celular eu comecei a registrar tudo, porque se eu simplesmente te contasse você não iria acreditar, me sentir muito constrangida com a situação e não parava de chorar em todo os procedimento não por causa do procedimento mas por causa da situação que ali se passava. Ao entrar no Consutorio eu questionei com o dentista sobre o saco de lixo e a reposta dele é que o saco estava limpo. Como precisava muito finalizar essa cirurgia eu acabei me submetendo a essa situação. Não tive forças para dizer não e não tive forças para sair dali. Mas consegui registrar boa parte do que aconteceu. Quando acontece com agente é sempre mais complicado de reagir. É muito estranho um profissional fica dizendo aos quatro cantos que tem 37 anos de profissão e não conhecer as normas básicas de biossegurança, até para alguns resíduos especiais existe saco plástico específico para armazenamento. Nas fotos segue o CRO do mesmo (para quem tinha pedido) Quero agradecer imenso carinho de todos e vou deixar os vídeos e fotos para que vocês então melhor.

Uma publicação compartilhada por Coisasdecrisboneta (@cristianeboneta) em

Segundo a esteticista, a justificativa do dentista para o pedido foi a segurança.

"Devido a todas as circunstâncias que estamos vivendo e com foco na biossegurança, o que nos assegura a integridade do profissional e do paciente, a minha integridade foi bruscamente violada. Realmente não sei definir se foi racismo ou descaso, mas como profissional da saúde certo eu sei que não está", disse a esteticista nas redes.

O UOL tentou contato com a clínica responsável pelo tratamento de Cristiane Boneta, mas não obteve resposta até o momento.

Cotidiano