PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses
Recife: vídeo mostra manifestante pressionando motorista contrário à greve

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL, no Recife

29/09/2020 21h11

Cenas de violência foram registradas em meio a ato promovido ontem por rodoviários da região metropolitana do Recife, que travou o centro da capital pernambucana. Motoristas dos ônibus que não aderiram à paralisação passaram por momentos de tensão ao serem ameaçados por um homem não identificado, que portava barras de ferros.

O agressor — que vestia camisa cinza, bermuda jeans, tênis, máscara e manteve a cabeça envolvida por outra camisa — tentou obrigar os condutores a seguirem em direção à fila de ônibus parada na avenida Guararapes, um dos principais corredores de transporte da área central da cidade.

Enquanto o homem mostrava o caminho que a vítima deveria seguir, um pedestre flagrou a ação. É possível ouvir o dono do celular dizer que se tratava de um integrante do Sindicato dos Rodoviários. "Quebrou aqui. O cara do sindicato", disse, sem se identificar.

Os motoristas ameaçados, com paciência, desviaram do agressor, que fazia gestos como se fosse estourar o para-brisas e gritava para que os condutores mudassem a direção. "Bora, rapaz. Para lá. Vai passar não, rapaz", diz nas imagens.

O homem repetiu várias vezes que eles deveriam se unir ao protesto. "É todo mundo para lá. Todo mundo para lá. O para-brisa está quebrado já. Você é babão", gritou.

Hoje, segundo o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE), os motoristas voltaram a operar os veículos normalmente, mas não foram encontrados pela reportagem para comentar a violência. A Urbana-PE informou que o caso foi denunciado à polícia.

O órgão classificou o protesto como ilegal. "Novamente, o Sindicato dos Rodoviários, sem qualquer aviso ou tentativa de diálogo prévio, promoveu uma paralisação ilegal de um serviço essencial, impedindo a circulação de ônibus na região metropolitana do Recife", destacou em nota.

"Chamou a atenção a postura violenta do Sindicato dos Rodoviários e seus representantes ao tentar coagir os operadores a aderirem à paralisação, ameaçando motoristas e depredando patrimônio a serviço da população", acrescentou o comunicado.

Procurado, o presidente do Sindicato dos Rodoviários do estado, Aldo Lima, comentou que não havia tomado ciência do ocorrido. Para ele, não há como afirmar que o homem nas imagens faz parte da categoria.

O sindicalista rechaçou as cenas de violência. "Nós do sindicato não compactuamos com esse tipo coisa. A gente não ficou sabendo disso. Mas a gente repudia qualquer tipo de violência", ressaltou.

Manifestação

Os rodoviários promoveram uma paralisação no centro do Recife em repúdio ao acúmulo de funções que vem ocorrendo nos ônibus da região metropolitana. Boa parte dos veículos teve o cargo de cobrador extinto, o que obrigou os motoristas a assumirem a função.

A categoria levou o descontentamento até o Governo do Estado em reuniões que não terminaram em acordos. Nas últimas 24 horas, representantes da gestão estadual e dos rodoviários se encontraram duas vezes, mas sem sucesso na negociação.

Aldo Lima, representante sindical, adiantou que a classe se reúne mais duas vezes ainda nesta semana para demandar sobre o pleito e alertou que novos atos devem ocorrer.

Cotidiano