PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
8 meses

Bolsonaro: 'Amapá está na iminência de ter toda sua energia restabelecida'

Do UOL, em São Paulo e Macapá (AP)

11/11/2020 20h05

Após oito dias de apagão, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na noite de hoje que o Amapá está prestes a ter 100% de sua energia restabelecida. Durante transmissão realizada nas redes sociais, o chefe do Executivo deu como prazo final a próxima quarta-feira.

"Eu estive com o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, e ele me disse que o Amapá já está com 80% da energia restabelecida. Mas temos até a quarta-feira da semana que vem para restabelecer 100% da energia", disse Bolsonaro.

Todas as 16 cidades do Estado do Amapá sofrem com apagão desde o dia 3 de novembro. A queda de energia generalizada teria ocorrido devido a um incêndio no transformador 1 da Subestação de Macapá, que pertence à empresa LMTE, por causa de um raio. A companhia é a responsável pela energia em cerca de 70% do Estado.

Além dos danos causados pela falta de energia elétrica, os moradores têm enfrentado problemas no abastecimento de água e nas redes de comunicação (telefonia fixa e móvel e internet). Houve registros de protestos da população em várias regiões.

Durante a live, Bolsonaro também demonstrou irritação com a empresa do consórcio responsável pela energia no Estado e prometeu apurar responsabilidades.

"Eram três transformadores, um deles estava em manutenção desde dezembro do ano passado. Assim é complicado, estar parado há tanto tempo, vai ser apurada a responsabilidade", reclamou.

Rodízio

Desde o último domingo, o Amapá passa por um rodízio no fornecimento de energia com intervalos de seis horas. Apesar disso muitos moradores reclamam de falhas nesse fornecimento. Segundo relatos de alguns amapaenses, as zonas centrais possuem energia 24 h, enquanto bairros periféricos ficam horas sem fornecimento do serviço.

De acordo com a CEA (Companhia de Eletricidade do Amapá) são problemas isolados, e não em decorrência de uma falha no cronograma do rodízio. Nesses casos, a companhia aconselha o consumidor à ligar para a central de atendimento através do número 116.

Cotidiano