PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês
SP: PM dá mata-leão e deixa jovem algemado desacordado; golpe foi proibido

Bruna Chagas

Colaboração para o UOL, em Manaus (AM)

04/12/2020 15h58

Um vídeo que começou a circular hoje nas redes sociais mostra um policial militar dando um "mata-leão" em um jovem que já estava algemado, no cruzamento da rua Padre Anchieta com a rua João Ramalho, em São Vicente, litoral de São Paulo.

É possível ver nas imagens o jovem ambulante desacordado e algemado pela PM. Além disso, testemunhas aparecem no vídeo gritando aos agentes que o ambulante já está preso. Eles pedem ainda para que a polícia não seja violenta na abordagem.

Os envolvidos e os produtos foram levados à delegacia sede de São Vicente, onde o delegado de polícia civil elaborou termo circunstanciado de desobediência. Os produtos foram apreendidos em termo próprio de apreensão da prefeitura.

O que diz a polícia

Em nota enviada ao UOL, a Polícia Militar informou que o fato ocorreu na manhã de ontem. Agentes estavam atuando em apoio a fiscal de tributos, com objetivo de coibir o comércio ambulante irregular, quando detiveram um vendedor ambulante que resistiu à apreensão de seus produtos.

De acordo com a PM, ao ser abordado para fiscalização de licença para a atividade de venda de garrafinhas de água, já alterado, o rapaz começou a gritar com os agentes, ofender e negar a apresentação de documento pessoal, bem como licença ou alvará.

Diante dos fatos, a fiscal municipal informou que, caso ele não apresentasse os documentos, após ter se negado a deixar o local, sua mercadoria seria apreendida. Um menor, que não foi identificado, se apresentou como irmão do ambulante. No vídeo, é possível vê-lo sendo afastado por um policial.

A PM relatou que o jovem, ao ser informado que perderia a mercadoria, correu ao ponto de ônibus e começou a quebrar a caixa de isopor que armazenava as garrafinhas, bem como jogou todos os produtos em via pública. Ele resistiu à prisão e a polícia disse que foi necessário o uso da força moderada para algemá-lo.

Proibido mata-leão em SP

A Polícia Militar de São Paulo proibiu este ano o uso de técnicas de defesa pessoal como "chave de pescoço" — também conhecida como "mata-leão", em que o alvo é enforcado com os braços.

No final de julho deste ano, a técnica de estrangulamento foi proibida a policiais militares em todo o estado de São Paulo, após divulgação de casos de violência policial durante abordagens.

Em setembro, a prefeitura de SP proibiu o uso da técnica em abordagens da Guarda Civil Metropolitana.

Cotidiano