PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Tartaruga de 300 quilos deposita ovos em praia de Itanhaém (SP)

Demorou três horas para que a tartaruga-gigante depositasse os ovos na praia de Itanhaém e voltasse ao mar - Divulgação/Prefeitura de Itanhaém
Demorou três horas para que a tartaruga-gigante depositasse os ovos na praia de Itanhaém e voltasse ao mar Imagem: Divulgação/Prefeitura de Itanhaém

Do UOL, em São Paulo

22/02/2021 11h27

Uma tartaruga-de-couro (Dermochelys coriácea), também conhecida como tartaruga-gigante, depositou os seus ovos na Praia do Suarão, em Itanhaém, no litoral de São Paulo. A desova aconteceu na noite da última sexta-feira e demorou "cerca de três horas entre a deposição dos ovos e a volta [dela] para o mar", informou o site da prefeitura.

O Instituto Biopesca, projeto que realiza o monitoramento de praias da Bacia de Santos, acompanhou o depósito dos ovos do animal. Os especialistas do instituto coletaram informações da tartaruga que é adulta, tem um casco de 1,77 metro e acredita-se que ela pesa em torno de 300 quilos.

Além disso, ela também foi anilhada, ou seja, recebeu uma identificação de metal que ajuda na conservação da espécie, que é ameaçada de risco de extinção.

De acordo com Vanessa Ribeiro, veterinária do Instituto, eles já estavam acompanhando a tartaruga há semanas e sabiam que ela "estava procurando um local mais tranquilo para botar seus ovos, que podem chegar a mais de 100 unidades".

Agora, o local onde está o ninho com os ovos — que podem demorar até 50 dias para eclodir — foi isolado do acesso dos banhistas e está sendo acompanhado 24 horas por dia pela Guarda Civil Municipal, e as secretarias municipais de Meio Ambiente e Segurança de Itanhaém, informou ontem o Biopesca em seu Instagram.

"Continuamos contando com o apoio da população, que vem entendendo a necessidade de manter distância do local e reforçamos esse pedido para que as pessoas não se aproximem a fim de preservar a integridade do ninho", diz Rodrigo Valle, coordenador-geral do Biopesca.

"A praia do Suarão é próxima de área urbana e tem grande presença de turistas. Por essa razão, é muito importante mantermos a atenção e compartilharmos essa responsabilidade com as pessoas para que elas também façam parte desse trabalho de proteção".

Serviço

Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados, ou mortos, entre em contato com o Instituto Biopesca — que monitora o trecho entre Peruíbe e Praia Grande — pelos telefones 0800 642 3341 (horário comercial) ou (13) 99601-2570 (WhatsApp e chamada a cobrar).

Cotidiano