PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Homem desaparece no MT após viajar para encontro com namorada virtual

Leandro Prates, de 37 anos, desapareceu há seis dias após viajar para conhecer namorada virtual; segundo família, os dois conversavam há seis meses - Reprodução/Arquivo Pessoal
Leandro Prates, de 37 anos, desapareceu há seis dias após viajar para conhecer namorada virtual; segundo família, os dois conversavam há seis meses Imagem: Reprodução/Arquivo Pessoal

Simone Machado

Colaboração para o UOL

12/04/2021 20h30Atualizada em 12/04/2021 20h30

O auxiliar de produção Leandro Prates, de 37 anos, está há seis dias desaparecido após viajar para encontrar uma suposta namorada que conheceu pela internet.

Morador da cidade de Nova Olímpia, a cerca de 200 km de Cuiabá, ele embarcou em um ônibus na madrugada da quarta-feira (07) com destino a capital mato-grossense, onde deveria desembarcar às 5h30. Ele prometeu aos familiares que avisaria assim que chegasse na casa da moça, porém não deu mais notícias.

"O pai dele o levou até a rodoviária e o combinado era ele avisar quando chegasse para a família saber que estava tudo bem. Estranhamos quando isso não aconteceu porque ele não tinha o hábito de não responder mensagens. É a primeira vez que isso acontece", explica Roziele Mendes Gouveia, prima do auxiliar.

Ainda segundo a familiar, na quinta-feira (08) um homem se identificando como Leandro entrou em contato com a mãe do auxiliar de produção.

"Como a gente não conseguia notícias começamos a mandar mensagens nas redes sociais dele, mas ele aparecia pouquíssimas vezes online. De tanto a gente enviar mensagens uma pessoa ligou do celular dele para a minha tia e disse que estava tudo bem. Na hora a minha tia até pensou que poderia ser o Leandro mesmo, mas depois que a emoção passou ela tem certeza que não se tratava do filho", relata Roziele.

A família detalhou ainda que desde o dia da ligação o celular de Leandro está desligado. Eles dizem temer que algo tenha acontecido com o rapaz.

"Fazia uns seis meses que o Leandro havia conhecido essa moça pela internet e eles vinham conversando. Ele foi visitá-la porque ela disse que havia conseguido uma entrevista de emprego para ele e como o Leandro estava desempregado foi até a capital. Ele sempre foi muito quieto e reservado e nunca falou o nome da mulher ou nos mostrou alguma foto dela", acrescentou a prima.

No sábado (10), familiares foram até a delegacia e um Boletim de Ocorrência foi registrado. A Polícia Civil vai analisar as imagens das câmeras de segurança dos terminais rodoviários por onde o auxiliar pode ter passado.

"Estamos sem nenhuma pista até agora", concluiu a prima do auxiliar.

Cotidiano